Menu

Como o compliance pode ajudar nas vendas de seu negócio

Régis Lima é diretor executivo da Lumen IT Régis Lima é diretor executivo da Lumen IT

Estou impressionado com o crescimento do interesse pelo tema nos últimos anos em território nacional

(*) Régis Lima

 

Gostaria de iniciar este artigo com uma nota positiva. Mesmo atuando há mais de uma década com a oferta de soluções em prol do fortalecimento de programas que tornem as empresas mais seguras em seus padrões fiscais e aderentes às normas e regulamentos que regem o ambiente de negócios brasileiro, estou impressionado com o crescimento do interesse pelo tema Compliance nos últimos anos em território nacional.

Um simples olhar no noticiário é suficiente para vermos a pauta do Compliance sendo abordada não só em publicações especializadas, mas em grandes veículos com abrangência em todo o País. O que ocasionou tal movimento que deve, sem dúvidas, ser visto como extremamente positivo?

A resposta para esta pergunta pode ser decifrada a partir de uma análise do cenário econômico brasileiro. Atentas às mudanças na sofisticação dos padrões do Fisco e aos próprios casos de desvios legais na esfera de grandes organizações, empresas de todos os portes têm, enfim, percebido que, estar em conformidade com as “regras do jogo”, não é só uma obrigação, mas uma ferramenta capaz de proporcionar crescimento seguro.

Dito isso, acredito que, dentro do universo de Compliance, um ponto ainda merece ser melhor analisado, a saber: o quanto estar de acordo com as normas favorece também a área comercial de um negócio. Veja o porquê nos próximos tópicos.   

O dia a dia do Compliance

Estar em Compliance é estar em conformidade com as regras, tanto internas, quanto externas, que normatizam a realidade de uma organização. Neste sentido, os profissionais responsáveis por esta área, sejam eles internos ou contratados por meio de outsourcing, devem se munir de um vasto conhecimento sobre o ambiente fiscal, legal e tributário brasileiro, além de contar com soluções que otimizem suas rotinas e reduzam os custos operacionais de uma empresa por meio da automatização de processos.

A grande vantagem do outsourcing neste contexto, consiste no fato de uma companhia poder contar com equipes qualificadas para manter os negócios no compasso das normas de seu segmento, sem que a empresa precise se desviar de seu core business.

Ademais, quando falamos da implementação de processos automatizados, temos ainda uma redução de custos significativa, seja devido à quebra do ciclo de retrabalho em falhas humanas, seja graças a um aumento da produtividade e eficiência de uma área de Compliance.  

Porque uma empresa em Compliance tem mais chances de melhorar suas vendas?

Se os programas de Compliance já são vistos como diferenciais na hora que um negócio busca investidores para a compra ou crescimento de uma empresa, o empreendedor brasileiro deve ter a percepção que, adequar-se as normas é positivo também para a área comercial de qualquer organização.

E isso porquê? Há uma série de razões, mas a principal delas consiste na ideia de que vendas se baseiam em confiança. E, no cenário do consumo 4.0, essa confiança não se resume somente a qualidade de um produto ou serviço (afinal de contas, há uma série de opções boas sendo ofertadas no mercado), mas sim, sobre o quanto uma empresa se conecta com os valores de uma sociedade que busca maior transparência em suas relações.

Se você ainda vê com ceticismo esta relação, basta analisar os casos recentes de desvios envolvendo o setor privado e perceber como eles foram negativos para o posicionamento de mercado, crescimento comercial e imagem institucional das empresas em questão.

Tendo em vista a oferta de soluções robustas e inovadoras no mercado, que superam as obrigações e disponibilizam desde análises e validações de qualquer informação fiscal até programas de treinamento interno para adequação organizacional de uma empresa, já não há mais desculpas para deixar o Compliance para depois. E isso não é apenas uma questão ética, mas algo que pode afetar seu bolso e credibilidade. Por isso, não desvie da rota do Compliance e bons negócios!

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes