Menu

OKI Brasil expõe no Ciab ATMs que interagem com smartphones e soluções móveis

OKI Brasil expõe no Ciab ATMs que interagem com smartphones e soluções móveis

No processo, as operações são validadas com biometria facial no smartphone e por impressão digital no caixa eletrônico, trazendo elevada conveniência e agilidade às operações

O ATM do futuro existe e a OKI Brasil o mostra em primeira mão no CIAB 2017: faz autenticação por multibiometria e atua conectado aos canais digitais, interagindo com smartphones e soluções móveis, tem reciclagem de notas e proteção contra ataques por explosão. O banco do futuro também oferece uma experiência cada vez mais personalizada ao correntista, apoiada na expansão da biometria. E se, numa primeira onda, as biometrias de impressão digital e de palm vein praticamente zeraram as fraudes de identidade, a próxima onda será a da multibiometria, com a adoção de novas plataformas biométricas, com destaque para a biometria facial.

 “No Brasil, os ATMs e recicladores têm que ser versáteis e ainda mais seguros para cumprir seu papel como um poderoso canal de negócios dos bancos e, em linha com essa necessidade, mostramos equipamentos integrados aos novos canais digitais , tornando os ATMs mais relevantes do que nunca, operando em conjunto com soluções móveis e alinhados às estratégias de transformação digital no setor financeiro”, comenta Wilton Ruas, presidente e CEO da OKI Brasil.

 De acordo com o executivo, a empresa desenvolve e está pronta para fornecer inovações em conveniência e segurança aos bancos, por meio da Plataforma Multibiométrica da OKI Brasil. “Antecipando um futuro em que as biometrias de impressão digital e de palm vein conviverão com outras tais como as biometrias de voz ou facial, a OKI criou uma solução capaz de gerenciar diversas biometrias de maneira unificada. A biometria de impressão digital promoveu elevada segurança e conveniência e agora a biometria facial trará essa comodidade na autenticação do correntista no autoatendimento, nas agências, complementando o processo, e também para dar maior integração e segurança aos canais móveis e digitais”, diz.

 Confira a seguir as principais inovações da OKI para o setor financeiro na edição 2017 do CIAB:

 ATM Integrado a canais móveis – para a OKI, a convergência dos canais digitais nos bancos passa pelos ATMs e a empresa mostra seu modelo Adattis Recycler integrando o autoatendimento aos canais móveis: as operações agendadas num smartphone são concluídas no ATM. No processo, as operações são validadas com biometria facial no smartphone e por impressão digital no caixa eletrônico, trazendo elevada conveniência e agilidade às operações.

 Câmbio e moedas digitais – os ATMS recicladores da OKI Brasil podem trabalhar com diversas moedas simultaneamente e fazer o câmbio de dólares ou euros por reais, incluindo aí o câmbio de moedas digitais com tecnologias Blockchain (como o Bitcoin, por exemplo) graças a um leitor ótico bidimensional: o dispositivo, que lê os códigos de barras de contas, também reconhece QR Codes impressos ou exibidos nas telas de celulares, usados no câmbio de moedas digitais.

 Tecnologia 3D no cadastro biométrico – a OKI, em linha com a próxima onda em biometria, focou na conveniência e comodidade ao pensar no cadastro biométrico facial dentro e fora do ambiente de agência, mostrando uma solução conceitual de Tecnologia 3D no cadastro biométrico, em que uma câmera especial com sensores infravermelhos e lentes separadas, com visão de profundidade, é usada para capturar um registro facial de qualidade.

 A solução pode cadastrar a face do usuário em qualquer ambiente, isolando-a das imagens de fundo. A proposta da OKI é de, no futuro, tornar mais fácil e simples o cadastro facial, mantendo sua confiabilidade e substituir os equipamentos convencionais, comumente encontrados, por exemplo, num Poupatempo (computador, câmera, flash, anteparos, etc.). Com a solução, basta ter um notebook equipado com a câmera especial para realizar o cadastro facial do correntista.

 ATM com biometria facial Face-Tracking – a OKI mostra uma solução no ATM que realiza a autenticação contínua do correntista por sua biometria facial, durante as operações, graças ao recurso Face-Tracking, que reconhece e acompanha usuário. Caso o correntista saia do campo visual do ATM, a operação em andamento pode ser finalizada automaticamente. Adicionalmente, o mecanismo também pode vincular os parâmetros faciais do correntista ao seu cadastro biométrico no banco, associando-o à impressão digital da pessoa, por exemplo.

 Biometria facial em canais móveis - os canais móveis são cada vez mais importantes na agenda do setor financeiro e a OKI Brasil propõe a adoção da biometria facial na validação de transações em smartphones. Com a biometria no autoatendimento e agências, os bancos praticamente zeraram os casos de fraude de identidade e agora é o momento de estender esta segurança e integridade aos canais digitais. Na solução OKI, que está pronta para chegar ao mercado, a face do usuário é reconhecida como se ele fizesse uma selfieao validar uma transação, com a imagem sendo comparada ao cadastro feito previamente na base de dados biométricos do banco.

 Segurança e eficiência operacional – além da integração à mobilidade e o uso da biometria, os ATMs da OKI Brasil como o Adattis Recycler trazem os benefícios da reciclagem de notas, que aumenta a conveniência e segurança para correntistas e bancos. ATMs recicladores têm custo operacional muito menor na comparação com caixas eletrônicos convencionais, pois dispõem de menor necessidade de reposição de notas por carros fortes: nos ATMs recicladores as notas depositadas são reutilizadas mais tarde por outras pessoas em saques. Os ATMs OKI aceitam depósitos em maços de notas, dispensando envelopes, checam se as notas são verdadeiras ou falsas e ainda permitem ao depósito ser creditado em tempo real na conta do correntista. Outro benefício dos caixas eletrônicos da empresa é que eles estão prontos para enfrentar o poder destrutivo dos ataques por explosão e sua resistência se dá pela adoção dos cofres bipartidos, em que mecanismos que lidam com as notas e os cassetes que as guardam ficam em compartimentos blindados separados, dificultando o acesso ao dinheiro. Adicionalmente, os cassetes da OKI podem contar ainda com o recurso de entintamento.

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes