Menu

Ripple planeja expandir operações na América do Sul

Ripple planeja expandir operações na América do Sul

A empresa, que desenvolve soluções baseadas em blockchain, já tem clientes no mercado brasileiro

Especializada em soluções baseadas na tecnologia blockchain, a Ripple pretende expandir a sua operação na América do Sul. Atualmente, a empresa tem um escritório em São Paulo.

A ofensiva na região será comandada por Luiz Antonio Sacco, diretor geral da companhia, que tem larga experiência em serviços financeiros, meios de pagamento e tecnologia, e será responsável pela estratégia dos negócios e construção do ecossistema da Ripple na América do Sul.

De acordo com Eric Van Miltenburg, vice-presidente sênior de operações globais da Ripple, a companhia atingiu em janeiro deste ano a marca de 200 clientes na RippleNet, sua rede de remessas de valores, que permite aos bancos e provedores de pagamento realizarem transações em todo o mundo.

“A companhia tem experimentado um alto crescimento na sua base de clientes em todos os mercados, e o lançamento no Brasil é uma resposta à alta demanda de toda a América do Sul”, diz.

No Brasil, a Ripple já tem como clientes o banco Santander, a provedora de serviços financeiros BeeTech Global e o Banco Rendimento.

A proposta com a oferta do RippleNet é aumentar a velocidade das transações, oferecer custo transacional mais baixo, prover confiabilidade e transparência nas operações (com conhecimento prévio das tarifas, status e demais informações de pagamentos) e garantir conexões padronizadas a todos os participantes da rede.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes