Menu

Estudo aponta ganho de mercado da Elo e Mastercard na liderança entre as bandeiras

Estudo aponta ganho de mercado da Elo e Mastercard na liderança entre as bandeiras

A Visa é quem mais sofre com o avanço da Elo e perdeu a liderança do mercado para a Mastercard, sua principal concorrente, aponta levantamento da Boanerges & Cia

 

A Boanerges e Cia., consultoria especializada em varejo financeiro, realizou uma análise que identificou o crescimento da participação de mercado da bandeira Elo na quantidade de cartões ativos e de transações (domésticas e no exterior), especialmente na modalidade débito. Baseada nas estatísticas de pagamentos de varejo e cartões, divulgadas pelo Banco Central do Brasil (BCB) em 10 de julho, o levantamento da consultoria constatou também que, pela primeira vez desde 2008, quando tem início a série histórica do BCB, a Mastercard assumiu a liderança do mercado de cartões tanto em número de cartões ativos como em número de transações, em ambas as modalidades – crédito e débito.

Cartões de débito

A Bandeira Elo segue ganhando participação no mercado brasileiro e respondia, no último trimestre de 2016, por 25,4% dos cartões de débito ativos e 18,5% das transações na modalidade. A Visa é quem mais sofre com o avanço da Elo e perdeu a liderança do mercado para a Mastercard, sua principal concorrente. Segundo Vitor França, consultor da Boanerges & Cia., Bradesco e Banco do Brasil, que costumavam impulsionar a emissão de cartões Visa Electron no país, têm priorizado emissão de cartões de débito com a bandeira Elo, da qual são sócios. Isso explica o avanço da Elo, por um lado, e a perda de market share da Visa, por outro.

Ainda segundo o levantamento da Boanerges & Cia. a partir dos números do BCB, no último trimestre de 2016, pela primeira vez na história as duas principais bandeiras responderam por menos de 80% das transações com cartões de débito (79,6%). A concentração do mercado chegou a ser de 97,2% (terceiro trimestre de 2011).

A participação da Visa e da Mastercard na quantidade de cartões de débito ativos também é a menor da história (72,9%). O indicador chegou a ser de 97,6% entre o terceiro trimestre de 2009 e o segundo trimestre de 2010.

Vitor França, da Boanerges & Cia., ressalta que o fim da exclusividade entre a Elo e a Cielo (credenciadora) também favoreceu a expansão da bandeira, que passou a ser aceita nas maquininhas das demais credenciadoras.

Cartões de crédito

De acordo com os números do BCB, em 2016, a Mastercard manteve-se na liderança na quantidade de cartões de crédito ativos, terminando o ano com 39,6 milhões de plásticos. A novidade foi que, pela primeira vez desde 2008, ela superou a Visa no que diz respeito ao número de transações. Segundo cálculos da Boanerges & Cia., considerando as transações domésticas e no exterior, no último trimestre de 2016, 44,8% das transações ocorreram na bandeira Visa e 46,3% na bandeira Mastercard. A American Express, por sua vez, que chegou a responder por 4% no total de transações dos cartões de crédito, registrou participação de apenas 2,6% no último trimestre de 2016.

Segundo Vitor França, consultor da Boanerges & Cia., o problema da aceitação no Brasil e no exterior deixou de ser uma barreira à expansão da bandeira Elo na modalidade crédito. No último trimestre de 2016, a bandeira já realizou quase 8 mil transações fora do Brasil. Já a queda da participação da American Express pode ser explicada, ao menos em parte, pelo fato de que a emissão dos cartões está concentrada praticamente em um único banco (Bradesco).

No caso da modalidade crédito, de acordo com a Boanerges & Cia., a concentração de mercado vem caindo de forma mais tímida e segue mais elevada do que no débito: no último trimestre de 2016, as duas principais bandeiras, Visa e Mastercard, respondiam por 89,5% dos cartões de crédito ativos e por 91,2% das transações. Neste mercado, incentivos aos emissores, investimentos em publicidade, promoções e ampla aceitação internacional ainda parecem ser obstáculos ao aumento da concorrência.

 

Transações por cartão ativo

Um dos principais desafios da bandeira Elo, de acordo com a Boanerges & Cia., continua sendo fazer seus clientes utilizarem mais os cartões. Tanto no caso do crédito como no do débito, quando comparados aos cartões das outras bandeiras, é possível notar que os plásticos da Elo fazem, em média, menos transações (12,5 transações por cartão de crédito e 14,5 por cartão de débito, contra 20,8 e 19,6, respectivamente, no caso dos cartões Visa).

 

 



 

 



Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes