Menu

Após 22 meses de queda, emprego formal cresce no país em fevereiro

Após 22 meses de queda, emprego formal cresce no país em fevereiro

Contratações superaram as demissões em 35.612 vagas, conforme anúncio feito pelo governo

Depois de viver um longo período de recessão, do qual ainda está se recobrando lentamente, a economia brasileira voltou a gerar empregos com carteira assinada em fevereiro, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quinta-feira, dia 16. No mês passado, as contratações superaram as demissões em 35.612 mil vagas. Foi a primeira vez depois de 22 meses seguidos que o país registrou abertura de postos de trabalho.

A criação dos postos é resultado de 1.250.831 admissões e de 1.215.219 demissões ocorridas em fevereiro. No acumulado do primeiro bimestre de 2017, porém, o país registra fechamento de 5.475 vagas.

Antes de fevereiro, o último mês com mais contratações do que demissões havia sido março de 2015, quando foram gerados 19,2 mil postos de trabalho. De lá pra cá, o desemprego só cresceu no Brasil e bateu em 12,9 milhões de pessoas em janeiro deste ano, o maior registro da série histórica do IBGE.

A geração de empregos no mês passado também representou o melhor resultado para o mês de fevereiro desde 2014, quando as contratações superaram as demissões em 260.823 vagas. Ou seja, o mercado de trabalho teve o melhor mês de fevereiro em três anos.

Depois de tantas más notícias nos últimos tempos – sobretudo em face dos recentes desdobramentos da Operação Lava Jato –, o governo não perdeu a oportunidade de comemorar a ocasião, com o presidente Michel Temer e o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, anunciando os números favoráveis do Caged no Palácio do Planalto. Temer disse que os dados do emprego são "boas novas" e um sinal da retomada do crescimento. Segundo o presidente, esses sinais são, "a cada dia, mais claros".

Ele ressaltou que outras medidas, como a queda dos juros e a injeção na economia de bilhões de reais com a liberação do saque de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), vão contribuir para a retomada da economia.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes