Menu

Caixa e Artemisia anunciam as 15 startups selecionadas para programa de inovação aberta

Caixa e Artemisia anunciam as 15 startups selecionadas para programa de inovação aberta

Empreendedores desenvolveram soluções nas áreas de educação e serviços financeiros voltadas para a população de baixa renda

A primeira etapa do programa Desafio de Negócios de Impacto Social - Educação Financeira e Serviços Financeiros para Todos, conduzido pela Caixa em parceria com a Artemisia, contou com o mapeamento de 460 startups que representam as soluções mais inovadoras do país em serviços financeiros para a população de baixa renda. Na semana passada, as duas organizações anunciaram as 15 empresas selecionadas para a primeira etapa da iniciativa, que conta com investimento do Fundo Socioambiental (FSA) Caixa. 

Os empreendedores dos negócios Acordo Certo, Banco Digital Maré, DataHolics, DimDim, EasyCrédito, Jeitto, Cartão Mais Fácil, Moneto, Poupa Certo, Poupe Compre, Poupe Mais, Quero Quitar!, SmartMei, Tá Pago e ToGarantido receberão R$ 15 mil para desenharem uma proposta piloto de atuação em conjunto com a Caixa. Na segunda etapa, cinco empreendedores serão selecionados e receberão até R$ 200 mil para implementar essas soluções junto ao público beneficiário. 

O Desafio de Negócios de Impacto Social - Educação Financeira e Serviços Financeiros para Todos mostrou o alto potencial de impacto social representado por negócios que têm forte vocação para promover a inclusão financeira de milhares de pessoas da população de menor renda. O objetivo da iniciativa é mudar a realidade de muitos brasileiros por focar em um setor estruturante para a transformação do país via inclusão financeira. 

Jean Benevides, gerente Nacional de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental da Caixa, acredita que os negócios selecionados vão melhorar o acesso da população de baixa renda a serviços bancários e incorporar a prática de planejamento financeiro entre esses brasileiros. 

“A baixa educação financeira é uma barreira crítica para a maior inclusão financeira dessa população, bem como para a melhor utilização dos serviços bancários. Por isso, é preciso desenvolver serviços financeiros inovadores, mas acessíveis e adequados à realidade desses brasileiros”, explica. O executivo acrescenta que o banco decidiu apoiar a aceleração de negócios de impacto social para buscar soluções inovadoras e escaláveis para melhoria contínua do relacionamento e dos negócios com os clientes, especialmente a população de baixa renda. 

O diretor-executivo de Organizações e Estratégia da Caixa, Osvaldo Bruno Brasil Cavalcante, acrescenta: “Essa parceria marca o pioneirismo da Caixa com a primeira ação de inovação aberta integrada à Política de Responsabilidade Socioambiental, priorizando negócios de impacto social que atendam às necessidades da empresa em aprimorar os serviços financeiros para nossos clientes de baixa renda.” 

O recurso de apoio ao projeto tem origem no Fundo Socioambiental Caixa, que destina até 2% do lucro líquido da empresa a ações e projetos de desenvolvimento integrado e sustentável voltados para a população de baixa renda, atuando em parceria com órgãos públicos e entidades privadas. A carteira de projetos do FSA Caixa tem mais de R$ 110 milhões aplicados em 155 projetos, distribuídos por todo o país. O aporte do fundo também pode ser associado a doações e repasses de outros fundos – de entidades nacionais e internacionais – interessados em fomentar atividades e projetos socioambientais em parceria com a instituição. 

Empreendedorismo transformador 

Na visão da Artemisia, o programa correalizado com a Caixa tem como objetivo apoiar empreendedores com o forte compromisso de impacto social para criação de uma nova geração de soluções financeiras que atendam às necessidades da população de menor renda no Brasil. “É um dos maiores programas da história da Artemisia e esperamos como resultado o altíssimo impacto social por meio da inclusão e educação financeira de milhares de pessoas da população de menor renda. Acreditamos na vocação dessa iniciativa para mudar a realidade de muitos brasileiros, por focar em um setor estruturante para a transformação do país, que é o setor de serviços financeiros”, afirma Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia. 

Na prática, a Artemisia e a Caixa compartilham a visão de que a inclusão financeira se estabelece não apenas pela democratização do acesso, mas pelo uso eficiente de serviços financeiros por parte da população – especialmente pelas pessoas de baixa renda. Neste contexto, a Artemisia buscou empreendedores com real comprometimento com o impacto social e intenção genuína de mudar o Brasil para melhor. A proposta é ampliar o potencial desses negócios por meio do programa. 

A expectativa dos parceiros é que, ao final do processo, existam soluções escaláveis e acessíveis à população de baixa renda, capazes de ampliar a educação e a inclusão financeira. O programa é uma oportunidade de os empreendedores focados em serviços financeiros se aproximarem de uma organização referência no tema como a Caixa – que detém robusta expertise no que se refere ao público de menor renda. Além de receberem o apoio da Artemisia, pioneira no apoio a negócios de impacto no Brasil, para o refinamento de impacto social de suas soluções. 

A meta é que os empreendedores selecionados possam avançar nas soluções – com oportunidade de validarem suas hipóteses e testar ‘pilotos’ com o público beneficiário – e, com isso, ter soluções adequadas para impactar a vida de muitos brasileiros.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes