Menu

Cinco fintechs devem se destacar em 2017

Cinco fintechs devem se destacar em 2017

Levantamento aponta que o número de fintechs cresceu significativamente em menos de um ano, passando de 130 em abril de 2016, para 244 em janeiro de 2017

O ano de 2016 foi, sem dúvida, importante para as startups, pois muitas das que surgiram nos anos anteriores se consolidaram em seus segmentos e, em contrapartida, muitas outras foram lançadas durante este período.

Um dos setores que mais se destacou pela criação de novas startups foi o de fintechs. As novas empresas têm como principal objetivo implantar inovações tecnológicas no mercado financeiro alterando os padrões tradicionais do setor, além de facilitar processos de pagamentos, melhorar fluxos de caixa e otimizar o gerenciamento financeiro das empresas. Com isso, há uma automatização de processos que antes eram arcaicos, favorecendo a entrada de novos consumidores e fortalecendo a estrutura operacional das empresas de qualquer porte ou segmento.

De acordo com um levantamento feito pela FintechLab, o número de fintechs cresceu significativamente em menos de um ano, passando de 130 em abril de 2016, para 244 em janeiro de 2017, o que representa um crescimento de 87%. Juntas essas startups possuem o total de investimento de R$ 1 bilhão desde 2014.

Diante deste cenário, sugiro cinco fintechs para ficarmos de olho em 2017:

Contabilizei  – Criada no início de 2012, a startup oferece serviços de contabilidade de forma automatizada e simples como, por exemplo, a elaboração de relatórios, registros contábeis, emissão de nota fiscal, controle de resultados e guia de impostos feito por meio de uma ferramenta online que permite simplificar e agilizar com um preço mais acessível;

 

Nubank – A startup, que foi criada em setembro de 2014, tem como objetivo automatizar alguns serviços bancários e melhorar a experiência do cliente, ao oferecer aos consumidores cartões de crédito sem tarifas, além de cobrar taxas de juros abaixo do mercado, em caso de atraso ou parcelamento da fatura. Uma das principais diferenças é o atendimento desburocratizado da startup e a satisfação dos seus clientes ao usar os cartões, principalmente porque os mesmos conseguem ter o controle do que foi gasto;

Iugu –A startup criada em 2012atua como facilitadora para empresas que desejam realizar cobranças de forma recorrente e acompanhar métricas de negócios, pois todas as funcionalidades permitem automatizar fluxos de recebimentos e pagamentos, otimizando a operação de departamentos financeiros, além de diminuir o custo e erros humanos para tornar o negócio mais eficiente. Devido à sua API, a startup se destaca por permitir que outras empresas contratem e disponibilizam os serviços de infraestrutura para terceiros. Atualmente, a startup possui mais de 1,3 mil clientes, das quais 80% deles são startups;

FoxBit - Criada em 2014, a startup é maior corretora de bitcoins do Brasil, que permite que vendedores encontram compradores em um ambiente simples, ágil e seguro, com a maior liquidez do Brasil. Possui cerca de 50 mil clientes cadastrados e mais de R$ 250 milhões transacionados;

Konduto - Primeira empresa do mundo a monitorar todo o comportamento de navegação e compra de um usuário em uma loja virtual ou aplicativo mobile e, com isso, calcular a probabilidade de fraude em uma transação online. Além disso, também leva em consideração informações “básicas” da análise de risco, como geolocalização, dados cadastrais e características do aparelho utilizado na compra. A empresa já possui mais de 100 clientes e processa mais de 3 milhões de pedidos mensalmente.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes