Menu

Banco Sofisa atinge lucro líquido de R$ 90 milhões no ano passado

Banco Sofisa atinge lucro líquido de R$ 90 milhões no ano passado

Resultado foi conquistado principalmente pelo aumento da receita de crédito e redução da Provisão para Devedores Duvidosos (PDD)

Com um crescimento de 18,9% em relação a 2016, o lucro líquido do Banco Sofisa em 2017 foi de R$ 90,16 milhões, com Retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio de 12,46%, 1,56 p.p. maior que em 2016. 

A carteira de crédito apresentou, segundo avalia a instituição, sólidos indicadores. Além do crescimento de 13,9% em relação a 2016, houve melhora de 0,3 p.p. no índice de créditos vencidos e redução de 0,5 p.p. na relação PDD/Carteira Total. 

O Índice de Basileia atingiu 18,41% em dezembro 2017, com base de capital totalmente composta de Capital Principal Nível 1 ("Core Tier 1"). 

"Estamos muito satisfeitos com a evolução dos nossos negócios. Todos os indicadores do banco apresentaram melhoras significativas neste exercício. Crescemos o volume emprestado e nossa carteira de créditos mostrou indicadores de qualidade bem superiores aos nossos pares. Implantamos novas funcionalidades em nossa operação digital, o Sofisa Direto, e temos observado um crescimento expressivo da base de clientes", afirma Alexandre Burmaian, presidente do banco. 

Seguem abaixo os principais destaques do balanço divulgado hoje:

o O Lucro Líquido atingiu R$ 90,2 milhões em 2017, com crescimento de 18,9% em relação ao ano de 2016. 

o O Retorno sobre o Patrimônio Líquido foi de 12,46% em 2017, aumento de 1,56 p.p. em relação ao ano de 2016. 

o Crescimento de 13,9% da carteira de crédito em relação a 2016, atingindo R$ 2.739 milhões em 2017.  

o A Margem Financeira atingiu 7,6% em 2017, expansão de 0,4 p.p. em relação ao ano de 2016.

o A Carteira de Crédito apresentou sólidos indicadores: o índice de créditos vencidos acima de 90 dias atingiu 0,2% da carteira de crédito total em dezembro 2017, correspondendo a uma melhora de 0,3p.p. em relação a dezembro 2016. O índice de PDD/Carteira Total fechou o ano de 2017 em 1,8%, ou seja, uma redução de 0,5 p.p. em relação ao ano de 2016. Em dezembro 2017, cerca de 97,1% da Carteira de Crédito estava classificada com ratings entre A a C.

o O Índice de Basileia atingiu 18,41% em dezembro 2017, com base de capital totalmente composta de Capital Principal Nível 1 ("Core Tier 1")

 

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes