Menu

SAS destaca-se na área de gestão de risco de crédito

SAS destaca-se na área de gestão de risco de crédito

Companhia foi apontada pelo IDC como líder nessa modalidade

Plataforma pode processar grandes volumes de dados

O IDC escolheu, recentemente, o SAS como líder em gestão de risco de crédito. De acordo com Renato Fiorini, especialista em Risco do SAS, isso se deve a vários fatores. “A penetração dos produtos da empresa no mercado global, a robustez da plataforma, a flexibilidade ao usuário final, ganhos de eficiência operacional e facilidade de aderência regulatória estão na lista dos quesitos que contribuíram para o recebimento do prêmio”, argumenta o executivo.

Segundo Fiorini, no Brasil, em particular, a maioria dos bancos emprega as ferramentas SAS em alguma etapa da gestão de crédito, atividade que contempla as tarefas de concessão, manutenção, cobrança e gestão de portfólio. O Banco do Brasil figura no rol de clientes da companhia em gestão de risco de crédito.

Várias ferramentas voltadas para essa área compõem o portfólio do SAS. Entre elas estão a SAS Guide, a qual permite a manipulação de dados estudos e relatórios ad-hoc diretamente pelo usuário final com grande flexibilidade; a SAS Miner, ferramenta de mineração de dados e desenvolvimento de modelos de crédito líder de mercado; e a SAS Model Manager. Essa última destina-se à gestão do ciclo de vida dos modelos de crédito. A governança oferecida possibilita ao gestor acompanhar em qual estágio (desenvolvimento, validação, produção, etc) e sob responsabilidade de qual colaborador está cada um dos modelos de crédito

Direcionada para bancos, administradoras de cartões de crédito, financeiras, empresas telefônicas e algumas companhias de varejo, a plataforma SAS caracteriza-se por garantir o processamento de grandes volumes de dados. Possui recursos tecnológicos de alta performance que viabilizam o atendimento das expectativas da era do Big Data, como processamento em GRID, in-memory ou in-database. “O SAS é modular e permite a integração com sistemas legados e de terceiros”, explica o especialista em Risco do SAS.

De acordo com Fiorini os benefícios do portfólio de produtos para a área de gestão de risco são muitos. Com esses produtos os colaboradores podem focar no desenvolvimento e publicação de modelos de crédito mais eficientes e com reduzido Time to Market. Isso ocasiona uma redução de custos operacionais e a possibilidade de uma redução da inadimplência.

Outros atributos da família de produtos do SAS são permitir o desenvolvimento de estratégias que aumentam a rentabilidade das instituições a longo prazo. “A transparência, governança e rastreabilidade dos processos proporciona a plena aderência aos requisitos regulatórios da Basiléia e de cada respectiva jurisdição, até mesmo a do Banco Central do Brasil”, conclui Fiorini.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes