Menu

Fintech conecta PMEs a investidores para obtenção de empréstimos

Daniel Gomes, CEO da Nexoos Daniel Gomes, CEO da Nexoos

Em dois anos de operação, Nexoos já intermediou mais de R$ 22 milhões em operações no modelo peer-to-peer lending (P2P)

No Brasil, os empréstimos para pequenas e médias empresas sempre foram um processo difícil e burocrático. Por outro lado, para quem busca investir, existem poucas opções e a maioria é pouco rentável a curto e médio prazo, como CDB ou Tesouro Direto. Como alternativa aos bancos convencionais, surgiram as fintechs, que inovaram o jeito de oferecer empréstimos.

Um exemplo é Nexoos (www.nexoos.com.br) – fintech que conecta pequenas e médias empresas que necessitam de empréstimos a potenciais investidores –, que consegue oferecer os financiamentos a uma taxa de juros mais baixa, com menos burocracia do que os bancos tradicionais. Com dois anos de operação, a startup já financiou mais de R$ 22 milhões em operações de crédito, no modelo peer-to-peer lending (P2P) – empréstimo coletivo –, no qual é pioneira no país.

"Neste modelo, pessoas comuns podem emprestar dinheiro a empresas, na forma de investimentos. Para as empresas, o processo tem menos burocracia e as taxas de juros são bem menores que as vigentes nos bancos tradicionais, podendo ser até 70% menores", explica Daniel Gomes, CEO da Nexoos.

Como funciona para a empresa

Empresas com faturamento mínimo anual de R$ 250 mil podem solicitar empréstimos à Nexoos. A análise de crédito é digital e 90% automática, com o uso de inteligência artificial. As métricas para aprovação se baseiam em dados que apontam o potencial do negócio, como consultas automatizadas aos bureaus de crédito, pré-análise automática e até avaliações de redes sociais.

Quando aprovada, a empresa é apresentada aos investidores cadastrados na plataforma, durante a Rodada de Investimentos que dura algumas horas, até que o valor solicitado seja arrecadado por meio dos aportes dos investidores. Assim, a empresa recebe o valor total do empréstimo em até 7 dias.

Como funciona para o investidor

O investidor se cadastra na plataforma e investe um valor mínimo de R$ 6 mil na primeira Rodada - que pode ser aplicado em até 3 empresas de sua escolha. O investidor na Nexoos tem total liberdade de escolha, desde decidir quando irá entrar na Rodada de Investimentos até optar por uma ou mais PMEs. Cada investidor pode emprestar até 5% do valor solicitado pela empresa. É uma aposta, ainda que ele não adquira parte da companhia ou tenha participação nos lucros.

Ainda de acordo com Gomes, o diferencial da plataforma se deve à qualidade das empresas, criteriosamente selecionadas e à transparência nas informações apresentadas aos investidores. "Nossa taxa de inadimplência é relativamente baixa, cerca de 3,5%. Neste modelo o investidor tem liberdade e sabe exatamente onde está investindo", finaliza.

A expectativa da startup é fechar o ano de 2017 com mais de R$ 30 milhões financiados para mais de 300 empresas.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes