Logo
Imprimir esta página

Obras da construção civil terão aporte de R$ 759 bilhões até 2024

Obras da construção civil terão aporte de R$ 759 bilhões até 2024

Relatório da Neoway mostra que o volume é 5,6% superior ao previsto para o período de 2013 a 2018

Um relatório elaborado pela Neoway estima que os investimentos em obras de construção civil atingirão o patamar de R$ 759,6 bilhões no Brasil entre 2019 e 2024.

O volume representa um crescimento de 5,6% em relação ao aporte para o período de 2013 a 2018, segundo o levantamento, denominado Brasil Visto pela Neoway – Infraestrutura.

A Neoway é especializada em ferramentas de Big Data Analytics, Inteligência Artificial e Machine Learning. O relatório monitora, coleta e organiza informações estratégicas sobre o mercado nacional de construção civil.

O levantamento traz um panorama geral das obras que estão previstas para acontecer, de 2019 a 2024, em todas as regiões do Brasil, nos segmentos imobiliário, industrial e de infraestrutura.

Por meio de modelagem estatísticas específicas e cruzamento de diversas variáveis, pesquisadores especializados qualificam e analisam os dados levantados em diversas fontes parceiras e públicas, como Diário Oficial da União, Portal da Transparência, Caixa Econômica Federal e PAC.

O relatório contempla seis setores principais (energia, saneamento, óleo & gás, transporte, indústria, infraestrutura esportiva) e suas subdivisões.

“O Brasil Visto Pela Neoway acompanha a evolução dos empreendimentos considerando, inclusive, projetos e licitações de cada estado do país”, explica Jaime de Paula, CEO da Neoway.

Segundo ele, os investimentos e suas etapas são apresentados no relatório de forma consolidada por setor e região, proporcionando uma visão completa da distribuição e comportamento do mercado nacional.

Os empreendimentos em andamento e paralisados totalizam R$ 55 bilhões no período considerado pelo estudo, uma queda de 40% em relação aos R$ 91,6 bilhões registrados no intervalo anterior.

Esse movimento de retração em relação às obras em andamento e paralisadas vem sendo observado anualmente desde o período entre 2013 e 2018.

Por outro lado, a perspectiva é de que haja um crescimento nos investimentos nas fases de projeto e intenção, que somam R$ 704,6 bilhões, 12,3% a mais do que o valor apurado no relatório anterior.

O aumento foi constatado tanto em projetos e intenções com previsão de início quanto naqueles sem qualquer estimativa divulgada.

Os setores de energia, indústria e transporte e vias urbanas receberão cerca de 94% dos novos aportes.

“As obras do setor industrial, por exemplo, caracterizam-se por cronogramas curtos de execução”, diz Jaime.

As ferramentas tecnológicas utilizadas pela Neoway permitem que seja feita uma gestão inteligente das informações mercadológicas.

Isso dá uma vantagem competitiva bem interessante às organizações, pois permite identificar oportunidades de negócios em tempo real.

A projeção é que os maiores investimentos sejam feitos, respectivamente, nas regiões Sudeste, Nordeste e Sul, tanto em obras em andamento, quanto em projetos e intenção.

Os destaques são os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia, Pará, Paraná e Rio Grande do Sul.

Template Design © Joomla Templates GavickPro. All rights reserved.