Logo
Imprimir esta página

Produtividade e competitividade: como o ERP pode ajudar?

Denis Gonçalves, CEO da Next SI  Denis Gonçalves, CEO da Next SI

O ERP proporciona à empresa uma cadeia produtiva mais eficaz e vantagem competitiva para o mercado

Denis Gonçalves(*)

Dentre as inúmeras vantagens de se instalar um sistema de gestão empresarial (ERP) nas empresas, duas muito importantes são obter produtividade e competitividade. Por um lado, quando uma organização consegue ter produtividade de sua equipe, ela gera mais qualidade para os seus produtos, cumpre prazos, se aproxima mais do cliente no atendimento, recebe uma melhor reputação no mercado, padroniza seus serviços, ganha um ambiente seguro e saudável e, ainda, consegue desenvolver as habilidades dos funcionários de modo personalizado.

Por outro lado, a competitividade é importante e gera vantagem no mercado diante dos concorrentes. Quando uma empresa possui vantagem competitiva, ela tem capacidade de inovação, produtos e serviços de qualidade, diferenciais, capacidade de produção e entrega, ações de marketing, entre outros. 

Com isso, aumenta-se, cada vez mais, a relevância em ter um ERP para gerir o negócio. Com a instalação de um sistema de gestão, novos produtos podem ser introduzidos no mercado rapidamente, já que os funcionários têm um maior acesso a informações e aos processos da organização. Além disso, é possível ter um produto sem atrasos, já que o ERP controla o estoque e minimiza falhas. Assim, ao mesmo tempo, ao lançar um produto novo e ao ter um produto disponível na hora que o cliente precisa, a empresa consegue ter produtividade e competitividade no mercado.

Outra situação em que o ERP ajuda no aumento de produtividade é com a geração e análise de relatórios financeiros, atividade que toma muito tempo de gestores, diminuindo consideravelmente o rendimento da equipe. Quando se tem um ERP, esses relatórios são analisados automaticamente pelo sistema, que integra todas os setores para elaborar resultados. Ainda, uma das maiores contribuições do sistema de gestão que ajuda no alcance de uma maior produtividade é o fato de ele conseguir uma maior autonomia para os funcionários, que podem ter acesso às informações a qualquer momento e lugar.

No que diz respeito à competitividade, um ERP consegue auxiliar de diversas maneiras, como: redução de custos operacionais, criação de uma base de dados, aumento do lucro operacional, diminuição do índice de erros e melhoria nos processos de tomada de decisão. 

A redução de custos operacionais, ou seja, a eliminação de fontes de desperdício, confere à empresa uma alta competitividade, já que ela consegue reduzir custos e, consequentemente, investir em novos recursos. Ao ter uma base de dados, por conseguinte, organizações conseguem conhecer melhor o cliente e, com isso, criar estratégias personalizadas para cada segmento de público-alvo, melhorando sua vantagem competitiva. 

A competitividade está presente também no aumento do lucro operacional, possibilitado pela capacidade que o ERP entrega ao gestor de identificar o que é necessário para aumentar as receitas a médio e longo prazo. Ainda, com a diminuição do índice de erros, o ERP proporciona à empresa uma cadeia produtiva mais eficaz, entregando vantagem competitiva considerável para o mercado. Por fim, melhorar os processos de tomada de decisão com uma melhor estruturação de dados faz com que a organização decida de forma mais precisa sobre o futuro, estando à frente dos concorrentes. 

(*) CEO da Next SI

Joomla SEO by MijoSEF
Template Design © Joomla Templates GavickPro. All rights reserved.