Menu

Fintech open banking inicia processo de internacionalização Destaque

Fintech open banking inicia processo de internacionalização

Há menos de três anos no mercado, a empresa cresce 15% ao mês e já movimenta mais de R$ 55 milhões em sua plataforma de validação bancária

A Transfeera, startup open banking especializada em automação para pagamentos e validação bancária, está ampliando sua área de atuação e expandindo para América Latina. Há menos de três anos no mercado de fintechs, a empresa cresce 15% ao mês e já movimenta mais de R$ 55 milhões em sua plataforma. A startup possui clientes como Rappi, iFood, Unilever e Ebanx. 

 A internacionalização vem como um movimento natural para empresa, que decidiu que começaria a dar os primeiros passos durante um processo de capacitação. “Nós estamos participando da segunda turma do programa de aceleração da Visa e durante a aceleração tivemos uma imersão no Vale do Silício. Com o constante contato com empresas globais, que ultrapassaram o mercado local, nós percebemos que esse deveria ser o próximo passo para nossa equipe”,  explica Guilherme Verdasca, CEO da Transfeera. 

 Para esse processo, a startup irá contar com o apoio de alguns clientes. “Temos clientes que atuam na América Latina e nos apoiam nessa expansão. O produto que vamos internacionalizar é a solução de validação bancária, já usada por alguns de nossos clientes aqui no Brasil. A solução checa os estabelecimentos e evita fraudes em suas transações”, conta Guilherme. 

 A validação bancária da Transfeera utiliza uma API para verificar de maneira automatizada os dados dos estabelecimentos que recebem dinheiro de clientes como a Rappi e iFood. No processo é checado o histórico dos empreendedores do local, se a empresa existe mesmo, ou se é apenas uma fachada, se possui alguma pendência na Justiça, se a conta é verdadeira e está vinculada a uma CNPJ e não a um laranja. Tudo para garantir que o dinheiro está indo para o local que deveria ir e evitar fraudes e desvios.  

 Desde a sua fundação, a empresa já movimentou mais de R$ 1 bilhão, sendo mais de R$ 40 milhões por mês em novos pagamentos. A startup possui mais de 150 clientes e já passou por diversos programas, como o de capacitação Startup SC, da aceleradora InovAtiva Brasil, pela incubadora Softville e, no momento, fazem parte da turma da segunda edição do programa de aceleração Visa 2019. A empresa está localizada no Centro de Desenvolvimento de Tecnologia de Joinville (CDTEC) e possui 13 colaboradores.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes