Menu

QR Capital recebe habilitação da CVM como nova gestora de recursos Destaque

QR Capital recebe habilitação da CVM como nova gestora de recursos

Fintech, especializada em blockchain, está estruturando carteira de fundos regulados para lançamento no mercado no primeiro semestre de 2020

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) publicou no Diário Oficial no último dia 12 de dezembro a habilitação da QR Capital como gestora de recursos. Com a conclusão do processo, iniciado em maio deste ano, a empresa pretende expandir a distribuição de seus fundos de investimento com foco em Blockchain a partir de 2020.

Para Theodoro Fleury, responsável pela gestão da QR Capital, um dos aspectos mais importantes da habilitação é o respaldo dado pela CVM não só às boas práticas da empresa, mas ao mercado de blockchain como um todo, cuja credibilidade foi impactada pela ação de players inidôneos.

- A habilitação nos dá a chancela de um regulador de peso, que é a CVM. Ela sinaliza, com isso, que o mercado tem players sérios para oferecer formalmente aos investidores produtos ligados a indústria de blockchain - explica Fleury.

Fundos para 2020

Segundo Fernando Carvalho, sócio da QR Capital, o momento agora é de concluir a estruturação dos fundos para o lançamento no início do ano que vem.

- A tecnologia Blockchain é uma das maiores inovações tecnológicas que ocorreram desde a criação da internet, e deste novo ecossistema estão surgindo diversas oportunidades de geração de valor. Com a habilitação, estamos avançando na formatação dos fundos, que buscam criar um veículo seguro para que o investidor possa capturar as principais oportunidades deste mercado. O que podemos adiantar é que serão produtos inovadores dentro do cenário financeiro brasileiro - disse Carvalho.

A estimativa do sócio da QR é que os novos fundos encerrem 2020 com um Patrimônio Líquido de R$ 250 milhões, incluindo captação e rendimentos.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes