Menu

BC lança sistema de pagamento instantâneo PIX Destaque

BC lança sistema de pagamento instantâneo PIX

Substituto do dinheiro, cartões, boletos e cheques, o novo sistema da instituição permite transferências de valores em apenas 10 segundos

O Banco Central lançou na última quarta-feira o sistema de pagamento instantâneo PIX, que permitirá a transferência de valores entre Pessoas Físicas  Pessoas Jurídicas e governo 24 horas por dia, até mesmo em feriados e fins de semana, e em apenas 10 segundos. As transações desse meio de pagamento serão viabilizadas por QR Codes estáticos ou dinâmicos, visualizados em smartphones, ou por intermédio do fornecimento de dados pessoais do usuário, como CPF, CNPJ, número do celular ou e-mail.  

Outra forma de pagamento pelo PIX é o pagamento por aproximação, em que o celular do pagador se aproxima do recebedor para efetivar uma transação. O novo sistema do BC, que chega para substituir cartões, boletos, cheques e dinheiro em espécie, estará disponível em 16 de novembro deste ano.

Além de um smartphone, será necessário para usar o PIX que os usuários disponham de uma conta, que não precisa ser corrente, em uma instituição financeira e sejam cadastrados na base de dados de um provedor de serviços. Bancos com mais de 500 mil contas serão obrigados a oferecer o novo sistema de pagamento instantâneo do BC.

 “O PIX é um de nossos projetos mais importantes desse ano. Ele será o embrião de uma transformação total da intermediação financeira futura do País”, declara Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central. Segundo o executivo o sistema destaca-se por ser interoperável e instantâneo. Ao contrário dos DOCs e TEDs o dinheiro cai na conta do recebedor em real time. “Esse projeto aporta para um conjunto de inovações que está por vir no sistema financeiro”, salienta o executivo.

De acordo com João Manoel Pinho de Mello, diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do BC, o PIX norteia-se por quatro objetivos: aumentar a competição no mercado, incluir as pessoas no sistema de pagamento brasileiro, maior facilidade nas transações e menor custo para os usuários pagadores, empresas, lojistas e governo. “O sistema funciona num ambiente aberto e seguro”, enfatiza.

Mello explica que o PIX foi concebido para ser fácil de ser usado, da mesma forma que um bate-papo de um chat. “Com ele, será possível pagar um serviço, compras simples e complexas, serviços públicos, como transporte, e compras online, além de fatura das contas de luz ou água”, exemplifica.

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes