Menu

Brasilprev tem lucro líquido de R$ 1,4 bilhão no ano de 2019 Destaque

Nelson Katz, diretor de Planejamento e Controle da Brasilprev Nelson Katz, diretor de Planejamento e Controle da Brasilprev

Houve também expansão significativa dos ativos sob gestão, da arrecadação total e da captação líquida, refletindo a conjuntura econômica favorável e os acertos da estratégia de negócios da empresa

Irineu Uehara

A Brasilprev, grande player da área de Previdência Privada no Brasil, divulgou o seu balanço de 2019, que apresenta uma série de resultados bastante favoráveis para a empresa, melhorando seu posicionamento nesta próspera indústria. No período, a companhia atingiu lucro líquido ajustado (excluindo resultados extraordinários) de R$ 1,4 bilhão, valor 43,5% superior ao montante registrado em 2018.

Outro indicador de destaque no ano passado foram os ativos sob gestão: R$ 292,3 bilhões, face aos R$ 258,9 bilhões do ano anterior, o que significou uma evolução de 12,9%. O desempenho positivo manteve a Brasilprev na liderança do setor, com 30% de market share em ativos, conforme cálculos da FenaPrevi.

A arrecadação total da companhia passou de R$ 34,7 bilhões para R$ 42,2 bilhões, um crescimento de 21,3%, alcançando 33% da proporção do mercado, ainda segundo a FenaPrevi.

Já a captação líquida subiu de R$ 7,9 bilhões, em 2018, para R$ 13,3 bilhões, avançando 68,7%, o que conferiu à empresa o retorno da liderança no indicador, com 27% do bolo, de acordo com o Quantum Axis.

Na avaliação de Nelson Katz, diretor de Planejamento e Controle da BrasilPrev, em entrevista concedida ao Portal EF, os vistosos números contabilizados refletem basicamente os bons ventos que sopram sobre a economia e os acertos da estratégia de negócios traçada pela organização.

O crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), o recuo da inflação e das taxas de juros, entre outros fatores propícios, acabaram fazendo com que os brasileiros se preocupassem mais em poupar, tendo em vista o longo prazo.

Neste contexto macroeconômico favorável, os rendimentos dos segurados também se multiplicaram e a empresa obteve uma melhor performance dos ativos administrados por ela, com alta nas receitas e na rentabilidade.

Reforma da Previdência

“A reforma da Previdência certamente contribuiu para criar um cenário promissor, ajudando o Brasil como um todo. As pessoas estão vivendo por mais tempo e nosso setor colabora para que elas vivam melhor. As mudanças nas aposentadorias reforçaram o entendimento de que é preciso poupar e pensar no futuro”, nota o executivo.

Para aprimorar a educação financeira e elevar a conscientização da população sobre a importância destes temas, a própria Brasilprev saiu a campo, realizando, por exemplo, palestras e até criando vídeos divulgados no YouTube.

Paralelamente, a companhia colocou em marcha uma campanha para democratizar o acesso à previdência privada, lançando em agosto de 2018 o produto Brasilprev Fácil, que permitia a um cliente iniciar um plano com R$ 100 mensais. Nesse sentido, elegeu-se como público-alvo as camadas de renda mais baixa.

Com apoio nesta iniciativa, no período de agosto/2018 até dezembro/2019, foram comercializados 325 mil novos planos. Deste total, só no ano de 2019 foram vendidos 274 mil, então com o decisivo impulso da reforma previdenciária. Hoje, a Brasilprev mantém em carteira um total de 2,2 milhões de clientes.

Em uma indústria marcada por uma competição acirrada como a da previdência privada, Katz destaca a importância de oferecer alguns diferenciais ao mercado. Primeiramente, situa ele, é preciso gerar confiança nos relacionamentos com os clientes, que devem ter clareza sobre os benefícios ofertados e desfrutar de acesso fácil a eles.

Trabalho de consultoria

O trabalho de consultoria junto ao público, prossegue o entrevistado, revela-se essencial. “É preciso acompanhar as mudanças de cenário e rever as estratégias traçadas, realocando quando necessário as aplicações para outros produtos”.

Cabe também dar pleno suporte aos segurados tanto nos canais físicos quanto nos digitais. O Banco do Brasil, um de seus controladores, é o principal canal de distribuição da empresa, que conta também com outros distribuidores e corretores.

Outra aposta da Brasilprev no momento, conta o executivo, é na ampliação do portfólio. Neste mês de fevereiro, a empresa lançou novas opções de investimentos, ofertando maior variedade aos clientes, contemplando melhor os perfis que vão dos mais conservadores até os mais arrojados.

Doravante, assinala Nelson Katz, a companhia prosseguirá apoiando-se nestes pilares estratégicos: conscientização da população, democratização da previdência privada e diversificação das carteiras de investimentos.

Sem revelar projeções, ele informa que a meta para 2020 é continuar percorrendo esta trajetória de crescimento. Para respaldar este esforço geral, a organização, na área de TI, está fazendo uso intensivo de soluções de Analytics para conferir um tratamento inteligente aos dados e assim conhecer melhor as bases de clientes, aprimorar o atendimento e prospectar novas frentes de negócios. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes