Menu

Banco do Brasil reforça suas linhas de crédito com R$ 100 bilhões Destaque

Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil

Do total, R$ 24 bilhões são destinados a pessoas físicas, R$ 48 bilhões para empresas, R$ 25 bilhões para o agronegócio e R$ 3 bilhões para governos municipais e estaduais

 

O Banco do Brasil anunciou ontem, dia 18, a disponibilização de R$ 100 bilhões para reforçar suas linhas de crédito voltadas para pessoas físicas, empresas, agronegócio, além de recursos destinados a investimentos e compra de suprimentos na área de saúde por prefeituras e governos.

Do total, R$ 24 bilhões são destinados a pessoas físicas, R$ 48 bilhões são para empresas, R$ 25 bilhões para o agronegócio e R$ 3 bilhões para administrações públicas municipais e estaduais. Os montantes irão reforçar as linhas de crédito já existentes, principalmente as voltadas para crédito pessoal e capital de giro.

Os recursos já estão disponíveis e podem ser contratados pelos canais digitais de relacionamento com o BB (aplicativo no celular, Internet banking e terminais). Em caso de impossibilidade de contratação por canais digitais, as agências permanecem abertas para atender os clientes.

“É muito importante que o crédito continue disponível aos nossos clientes neste momento, o que irá contribuir para a superação das dificuldades que venham a enfrentar. A orientação aos nossos gerentes é que acompanhem de perto a situação de cada cliente para que possamos antecipar as soluções financeiras adequadas já nos primeiros sinais de dificuldade”, disse Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil.

Para as pessoas físicas, o reforço ocorre nas linhas de crédito pessoal (crédito consignado, crédito salário e crédito automático). Os recursos já estão disponíveis e podem ser contratados por todos os clientes que possuam limite de crédito definido no BB para essas linhas, até o valor aprovado para cada cliente. Como medida adicional, o BB ampliou os limites de crédito de 13 milhões de clientes pessoas físicas, o que adicionará mais R$ 18 bilhões aos limites atualmente concedidos.

No que se refere às empresas, o BB incrementará em R$ 48 bilhões os recursos disponíveis para linhas de capital de giro, de investimento e de antecipação de recebíveis. Serão beneficiadas empresas de todos os portes, de micro e pequenas ao segmento corporate, e o dinheiro pode ser contratado até o limite de crédito disponível para cada cliente.

Para os produtores rurais, o BB reforçará as linhas de comercialização em R$ 5 bilhões, as de financiamento da produção agropecuária em R$ 15 bilhões, as de investimento em R$ 2 bilhões e as de capital de giro em R$ 3 bilhões. As linhas atendem tanto aos produtores rurais pessoas físicas como as empresas que atuam no agronegócio.

Quanto aos estados e municípios, no esforço de lidar com a contenção do Covid 19, o Banco do Brasil também destinou R$ 3 bilhões para apoiar, prioritariamente, o financiamento de equipamentos e obras na área de saúde. Os recursos também possibilitam o investimento em outras áreas, como eficiência energética, infraestrutura e viária, educação e saneamento. Podem contratar todos os estados e municípios que tenham limite de crédito no BB e atendam as condições legais previstas pelo Tesouro Nacional.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes