Menu

Banco do Brasil lança novos fundos de investimento

Carlos André, presidente do BB DTVM Carlos André, presidente do BB DTVM

Clientes passam a contar com mais três estratégias para diversificar suas carteiras, diante das incertezas provocadas pela pandemia

 

Em meio à volatilidade do mercado, diante da crise do novo coronavírus, o Banco do Brasil lançou três novos fundos para seus investidores, com o objetivo de promover maior diversificação dos recursos investidos. Além disso, o BB alterou a política de investimento do fundo de ações focado no setor de tecnologia, ampliando os segmentos contemplados no portfólio.

Lançado em 30 de abril, o “BB Renda Fixa LP Vértice VI Crédito Privado Investimento no Exterior” captou mais de R$ 220 milhões, de clientes Private e investidores qualificados. O fundo, de condomínio fechado, aproveita uma oportunidade específica de mercado, investindo no mínimo 80% de seu patrimônio líquido em ativos de baixo risco de crédito no mercado internacional e, no máximo, 20% em títulos públicos e privados no Brasil.

Para os demais segmentos, o BB trouxe mais duas novidades recentes: o BB Multimercado LP Carteira de Investimentos e o BB Ações Bolsa Americana. A proposta do primeiro é acompanhar a alocação da Carteira Sugerida BB para o perfil moderado, buscando retornos absolutos superiores à variação do CDI no longo prazo. Esse modelo prevê alocações estruturais para períodos de até um ano e alocações táticas em intervalos mensais, buscando otimizar o retorno em momentos de maior otimismo e minimizar os riscos em momentos de cautela do mercado.

Em relação ao Private, já existem três fundos que seguem a carteira recomendada ao segmento. Já o BB Ações Bolsa Americana replicará o índice S&P500, com ativos e derivativos negociados na bolsa brasileira, sendo uma alternativa para diversificação de investimento em relação às aplicações mantidas no Brasil.

O BB Ações Tecnologia, tradicional fundo do portfólio de ações setoriais BB, que estava fechado desde dezembro de 2019, foi reaberto com uma nova política de investimento. Com a nova nomenclatura BB Ações Tecnologia BDR Nível I, a modalidade teve sua estratégia de investimento ampliada para contemplar segmentos que surgiram no setor de tecnologia nos últimos anos, como as fintechs, empresas de biotecnologia, e-commerce, e uma série de outros setores ligados à geração e utilização de tecnologia. O fundo ainda ampliou a exposição a empresas globais, como Apple, Amazon, Alibaba e Paypal, por exemplo, negociados na bolsa brasileira. 

Para o presidente da BB DTVM, Carlos André, diversificação é o nome do jogo, principalmente em momentos de maior volatilidade. "Nosso objetivo foi proporcionar, com agilidade, alternativas de investimentos para capturar oportunidades de mercado, promover a diversificação e, assim, apoiar nossos investidores a tornarem suas carteiras mais eficientes, de acordo com o seu perfil e objetivos de investimento”, acrescenta.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes