Menu

Inovabra habitat triplica geração de negócios em 2019

Esses negócios foram gerados por meio de 650 atividades diversas de fomento a inovação, negócios e networking conduzidas pela equipe interna durante o ano

O espaço de coinovação do Bradesco, inaugurado em 2018, acaba de divulgar os resultados de 2019. O número de corporações clientes do Bradesco presentes no espaço aumentou 80% em relação ao ano anterior. Além disso, o inovabra habitat firmou parceria com dois polos de inovação, ACATE e Porto Digital, para ampliar a geração de negócios.

 Em relação a 2018, foram gerados três vezes mais negócios, totalizando mais de 200 contratos realizados entre as startups, corporações e parceiros do espaço, incluindo o próprio Bradesco. Esses negócios foram gerados por meio de 650 atividades diversas de fomento a inovação, negócios e networking conduzidas pela equipe interna durante o ano. 

 Além das atividades, todos os dias, acontecem no inovabra habitat eventos gratuitos e abertos ao público. Em 2019 foram realizados 1.100 eventos, registrando um aumento de 26% em relação ao ano de 2018. Em termos de número de visitantes, houve crescimento de 128%. Foram recebidas no espaço mais de 137 mil pessoas, contra 60 mil no ano anterior.

 Para coroar ainda mais um ano com grandes conquistas, o inovabra habitat ficou entre os três melhores hubs de inovação pelo Startup Awards, premiação conduzida pela ABStartups.

Leia mais ...

SD-WAN, a tecnologia que veio para simplificar a comunicação das empresas

O aumento da oferta por diferentes fabricantes e fornecedores, que enxergaram uma excelente oportunidade de negócio, vai ajudar na popularização desta tecnologia

 

Cláudio Henrique de Paula Tourino (*)

 

Passamos por diferentes gerações de redes – Frame-Relay, MPLS – agora, a nova onda é o SD-WAN, um acrônimo para Rede WAN Definida por Software. Mas por que este novo conceito de rede está dando tanto o que falar? O que muda em relação às redes convencionais?

Vamos começar entendendo o segredo de toda esta flexibilidade proporcionada pela virtualização da rede WAN.

A arquitetura SD-WAN é baseada em uma rede Overlay segura, ou seja, uma rede lógica em cima de uma ou mais redes físicas, sempre estabelecendo um túnel criptografado entre as localidades. Esta característica permite que as empresas utilizem diferentes tipos de acessos na comunicação entre matriz e filiais, pois o algoritmo utilizado no SD-WAN verifica e seleciona o que responde mais satisfatoriamente naquele momento, garantido assim sempre a melhor performance da rede. Desta forma, podemos ter simultaneamente acessos como Internet ADSL, MPLS e 4G/LTE, funcionando de maneira eficiente e proporcionando uma resiliência bem mais efetiva que nas redes atuais, garantindo que aplicações mais sensíveis, como voz e vídeo, funcionem com excelente qualidade.

Diferente das redes WAN convencionais, em que a inteligência da rede é distribuída entre os roteadores e switches, o que torna a sua implantação lenta e administração complexa, as redes SD-WAN inovaram este conceito, passando a inteligência para um ponto centralizado e em nuvem, chamado Orquestrador, que é responsável por toda a configuração e gerência da rede. Isso torna a sua implantação e administração simples e ágil e permite que se tenha uma visão total da rede, facilitando muito o dia a dia da operação do ambiente.

Outro ponto interessante na solução SD-WAN é que ela foi pensada para funcionar também diretamente ligada à Internet. Por isso, possui naturalmente funcionalidades de segurança suficientes para proteger o tráfego, e, para os mais exigentes, a maioria das soluções do mercado oferece um firewall virtualizado, tornando essa proteção ainda mais robusta. Vale destacar que, dependendo do fornecedor da solução, o dispositivo que fica instalado em cada ponto da rede, pode ser tanto físico como virtualizado em hardware de terceiros, dando ainda mais flexibilidade a sua implantação, pois pode ter a sua configuração automatizada, através de perfis pré-definidos.

As redes SD-WAN ajudam no processo de transformação digital das empresas, pois garantem uma comunicação segura, confiável, estável, com maior disponibilidade, visibilidade e menor custo. Proporcionam ainda aos usuários uma excelente experiência de uso das aplicações utilizadas no negócio.

            Não é à toa que a adoção do SD-WAN está crescendo exponencialmente em todo mundo. Segundo o IDC Brasil, só neste ano de 2019, mais de 40% das maiores empresas do Brasil devem adotar esta tecnologia.

            O aumento da oferta por diferentes fabricantes e fornecedores, que enxergaram uma excelente oportunidade de negócio, vai ajudar na popularização desta tecnologia e consequentemente baixar os custos atuais de implantação e manutenção.

 

 (*) Gerente de Engenharia de Redes da RTM

 

Leia mais ...

Caminhão itinerante do Serasa chega a Osasco

No total, o veículo rodará mais de 18 mil km pelas estradas brasileiras

 O Serasa Consumidor, startup e braço da Serasa Experian, liga os motores do caminhão itinerante – agora equipado com 10 painéis solares para a produção da própria energia – possibilitando acessos e serviços de forma gratuita para os consumidores. 

 A jornada, que começou em São Paulo e passará por mais 40 cidades até dezembro, fica em Mogi das Cruzes entre os dias 28 de janeiro a 01 de fevereiro na Praça Antônio Menck. Em novembro de 2019, a cidade indicava que 270.815pessoas estavam endividadas.        

No total, o veículo rodará mais de 18 mil km pelas estradas brasileiras. Em seus dois primeiros anos, o caminhão possibilitou o atendimento de mais de 200 mil pessoas que puderam consultar seu CPF; conhecer e entender sua pontuação de crédito com o Serasa Score,além de simular e/ou contratar empréstimos no comparador de crédito online Serasa eCred.         

Esse ano, além de todos esses serviços, a expectativa é ainda maior, já que agora terá uma grande novidade: os consumidores que visitarem o caminhão terão acesso a renegociações de dívidas atrasadas e/ou negativadas com empresas parceiras do Serasa Limpa Nome Online e poderão sair de lá com o boleto de pagamento em mãos.    

Em 2020, o caminhão terá uma grande novidade: além de todos os serviços oferecidos, o consumidor terá a oportunidade de conhecer um programa que apresenta oportunidade de renda extra. A Sumup, fintech de meio de pagamentos, promoverá treinamentos para quem quiser se tornar um novo consultor de vendas para suas maquininhas, com remuneração a cada transação realizada.  

"A SumUp existe para colaborar com o crescimento dos microempreendedores, de forma que essas pessoas tenham acesso a tecnologias de pagamento que facilitem o recebimento por vendas de produtos e serviços prestados, com segurança, rapidez e taxas justas. Estamos felizes por fazer parte de uma ação importante de educação financeira como o projeto Serasa Itinerante, no qual, teremos a oportunidade de dividir conhecimentos e formar novos consultores da fintech em todas as regiões do país, preparando essas pessoas para que possam alcançar a mudança de vida que desejam",  afirma Fabiano Camperlingo, CEO da SumUp no Brasil.          

As 10 cidades escolhidas são: Imperatriz, Maringá, Arapiraca, Diadema, Maracanaú, Itabuna, Camaçari, Dourados, Itajaí e Feira de Santana.

"O objetivo desse projeto é possibilitar o acesso à informação e aos serviços gratuitos que a Serasa oferece, principalmente para pessoas que não possuem facilidade de acesso à internet. No primeiro ano, mostramos que a negociação da dívida é o primeiro passo para a melhoria da saúde financeira. No segundo ano, levamos educação financeira para que a taxa de reincidência de endividamentos diminuísse. Este ano temos 3 novos objetivos: tornar o projeto dos consumidores, de modo que teremos 10 cidades escolhidas por voto popular, fazendo dele um projeto ainda mais sustentável através da produção da própria energia e possibilitar que os consumidores tenham acesso a uma forma de renda extra, que é um dos principais fatores de inadimplência.", afirma Giresse Contini, gerente do Serasa Consumidor.  
 

Atualmente, o Serasa conta com 46 empresas parceiras entre bancos, cartões de crédito, operadoras de telefonia e TV por assinatura como: Ipanema, Tribanco, Porto Seguro, Itaú, Claro, NET, Recovery e Vivo. As negociações com elas são possíveis no caminhão itinerante, nas agências Serasa por todo o Brasil e pelo site do Serasa Limpa Nome.  

 

"Com a iniciativa, o Serasa Consumidor aumenta sua proximidade com a população, atendendo presencialmente sem custos e levando informação, que é o primeiro e mais importante passo para o início de uma vida financeira saudável. Além disso, temos ciência de que empoderar pessoas para terem o domínio e conhecimento de seu histórico financeiro é o caminho para um futuro mais confortável economicamente. A falta de tempo ou acesso à internet não podem se tornar empecilhos para que o cidadão tenha acesso à informação de qualidade", finaliza Giresse.      
 
Destinos 

Além de Osasco, o caminhão visitará também: Sorocaba, Diadema, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Blumenau, Itaja, Maringá, Dourados, Campo Grande, Cuiabá, Goiânia, Uberlândia, Brasília. Palmas, Imperatriz, Belém, São Luís, Teresina, Fortaleza, Maracanaú, Natal, João Pessoa, Recife, Maceió, Arapiraca, Aracaju, Feira de Santana, Salvador, Camaçari, Itabuna, Vitória, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Gonçalo, Duque de Caxias e São Carlos. 

 

Obs.: As cidades ou as datas de visita poderão mudar sem aviso prévio. 

   

AGENDA: Caminhão Itinerante Serasa - Osasco

Data: De 28 de janeiro a 01 de fevereiro.

Horário: 8h às 18h. 

Local: Praça Antônio Menck - Centro (Bicicletário) – Osasco.

        

 

Leia mais ...

Consumidor pode consultar celulares pré-pagos ligados ao seu CPF

A medida vai possibilitar que o consumidor verifique se há alguma linha estranha ao seu conhecimento vinculada à prestadora

 

A medida vai possibilitar que o consumidor verifique se há alguma linha estranha ao seu conhecimento vinculada à prestadora

A partir desta quarta-feira (22/1), todos os consumidores podem consultar no portal https://cadastropre.com.br/#/ a existência de celulares pré-pagos no seu CPF, em cada uma das prestadoras: Algar, Claro, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo.

A solução foi apresentada pelas empresas no Plano de Ação Setorial e aprovada pela Anatel no âmbito do Projeto Cadastro Pré-Pago.

A medida vai possibilitar que o consumidor verifique se há alguma linha estranha ao seu conhecimento vinculada à prestadora e, sendo o caso, que possa solicitar o seu cancelamento. Hoje, no Brasil, há cerca de 135 milhões de celulares pré-pagos e, destes, 3 acessos a cada 1000 apresentam inconsistências cadastrais.

O pedido de cancelamento do consumidor deverá ser atendido em até 24 horas, caso a solicitação seja executada por meio de atendente, e até 48 horas se solicitada automaticamente (no call center ou portal da prestadora, sem a intervenção humana).

Na área de Perguntas Frequentes do portal estão relacionadas respostas às principais dúvidas sobre os serviços, além da lista com os endereços eletrônicos e as centrais de atendimento das prestadoras para contato, em caso de solicitações de cancelamento de linha indevidamente vinculada ao CPF.

Eventualmente, as prestadoras poderão entrar em contato com os detentores de linhas sem titularidade reconhecida para solicitar a atualização cadastral, sob pena de cancelamento das mesmas.

Projeto Cadastro Pré-Pago. A iniciativa da Anatel busca garantir que a base cadastral da telefonia móvel esteja correta e atualizada, a fim de evitar a ocorrência de fraudes e, dessa forma, proporcionar mais segurança aos consumidores.

A primeira etapa do Projeto ocorreu entre abril e novembro de 2019. Neste período, as prestadoras realizaram campanha para atualização cadastral junto aos titulares de linhas pré-pagas ativas de todo o País.

Em 2020, estão sendo iniciadas a segunda e a terceira etapas. Além da disponibilização do Portal de Consulta de Linhas por CPF, estão previstas medidas adicionais para melhoria dos procedimentos de habilitação de novos chips, como a adoção de um modelo de cadastro com validação documental e digitalização das informações cadastrais, entre outras ações.

Como atualizar dados cadastrais. Caso o consumidor queira tirar dúvidas sobre o assunto ou solicitar atualização de seus dados cadastrais, basta entrar em contato telefônico com a sua prestadora.

 

 
 

Leia mais ...

Fintech curitibana abre dezenas de vagas para trainees

“Acelera!” é o Programa de Trainees da Juno destinado para universitários, recém-formados e pós-graduandos que querem trabalhar com negócios e tecnologia

O ano de 2020 começou e com ele novos desafios e oportunidades. Neste ano, a fintech curitibana Juno pretende auxiliar dezenas de jovens a acelerarem suas carreiras com seu programa de trainees “Acelera!”. Destinado para quem quer focar a carreira em negócios e tecnológica, o programa busca pessoas que gostem de aprender, sejam curiosas, competitivas, cheias de habilidades e que tenham muita atitude. E claro, que sejam preparados para trabalhar em um projeto que vai impactar a vida de muitas pessoas em um ambiente descontraído com hierarquia horizontal.

 O processo seletivo possui cinco passos. O primeiro, é o cadastro na plataforma Gupy (https://bit.ly/2QRrpWB). Na sequência, serão realizados os testes técnicos e, posteriormente, em caso de aprovação, haverá uma apresentação de case para os gestores da Juno. Os próximos passos envolvem as entrevistas e, para completar, a assinatura do contrato. Os profissionais selecionados iniciaram o trabalho no dia 26 fevereiro de 2020, em Curitiba. Para se candidatar é preciso ter formação em qualquer curso superior a partir de 2018 ou se formar no ano de 2020. Pós-graduandos que estão em formação ou terminaram o curso em 2019 também terão a candidatura aceita.

 A fintech Juno oferece vários benefícios como horário flexível; vale transporte; vale refeição de R$ 26,00; Gympass; Clube de Benefícios Gazeta do Povo; plano odontológico; plano de saúde; descontos em instituições de ensino; frutas para consumo diário na empresa; e escritório pet friendly. As inscrições vão até o dia 31 de janeiro pela Gupy, por meio do hotsite (https://bit.ly/2QRrpWB).

 

 

Leia mais ...

Viva Previdência lança cashback em e-commerce

Plataforma, que transforma consumo em contribuição, é o novo benefício da fundação

A Viva Previdência é a primeira entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC) a oferecer cashback (programa de recompensa por reembolso) em comércio eletrônico. É o Prev4U, uma plataforma vinculada ao plano patrocinado Geaprev, em operação desde 2005, e ao plano familiar e associativo Viva Futuro, ambos destinados ao planejamento de longo prazo. São 350 lojas parceiras disponíveis para compras online e qualquer pessoa pode se cadastrar. “Essa é uma inovação que dará um salto nos nossos produtos, revertendo consumo em contribuição”, define Silas Devai Junior, diretor-presidente da Viva.

O Prev4U está alinhado com o propósito da Fundação de levar educação financeira aos participantes, estimulando a poupança previdenciária. Com a nova plataforma, os participantes dos planos Geaprev e Viva Futuro terão benefícios: descontos revertidos em contribuição adicional e consequente aumento da reserva no plano complementar, tudo a custo zero.

Para obter o benefício, é preciso estar inscrito em um dos planos vinculados ao programa. Caso ainda não seja participante da Viva Previdência, basta aderir ao Viva Futuro. Assim, um percentual de todas as compras realizadas nas lojas credenciadas retorna em dinheiro, que será utilizado como novo aporte na previdência complementar.

O processo é simples: o participante instala o plugin do Prev4U em seu navegador, busca lojas ou produtos desejados, visualiza os descontos que serão convertidos em cashback e faz a compra. Assim que a compra for finalizada, receberá uma mensagem informando o valor do cashback, que será utilizado como aporte de seu plano, de acordo com as regras de cada plano.

Viva Futuro

O Viva Futuro foi lançado em 2019 e desde a primeira fase de captação, os resultados do plano familiar da Viva Previdência registram um crescimento expressivo. Até dezembro, o número de participantes ativos cresceu cerca de 165%, comparado ao seu primeiro trimestre de operação.  Para aderir, não existe limite de idade.  O participante define quanto pode investir mensalmente, além de escolher quando irá receber o seu benefício (a partir de 18 anos).

 

 

Leia mais ...

Como preparar sua empresa para cumprir a LGPD

Para se proteger das penalidades e garantir o cumprimento da LGPD as empresas precisarão investir em uma nova política de compliance digital

André Scher (*)

 Com um mundo em que as pessoas estão cada vez mais hiperconectadas e as relações são cada vez mais digitais, a segurança dos dados pessoais é uma questão cada vez mais em voga. O sigilo de informações como nome, documentos, endereço, telefone e até preferências de consumo se tornou uma questão a ser pensada e debatida. Pensando na segurança dos dados pessoais, foi aprovada em 2018, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – nº 13.709/18), que determina uma série de cuidados e procedimentos para qualquer pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, que promova a coleta, tratamento, classificação, armazenamento, eliminação, transferência e compartilhamento de informações e dados pessoais.

 A partir de agosto deste ano, todo e qualquer tipo de empresa, independentemente do tamanho, precisará se adequar à lei e poderá ser fiscalizada e autuada em caso de descumprimento, desde um pequeno comércio, que tem um cadastro de seus clientes para encaminhar mala direta de suas promoções e ofertas, até os grandes bancos e instituições financeiras, que mantêm um detalhado arquivo de informações sobre seus usuários.

 Hoje não é incomum você ser abordado com promoções, telefonemas, e-mails de ofertas e propostas de remetentes totalmente desconhecidos ou de fontes que você fez um cadastro, mas não autorizou o envio de propaganda. A LGPD vem no sentido de deixar claro que o tratamento de dados, especialmente para fins econômicos, só pode ser feito com o consentimento do titular das informações.

 Ela traz uma série de situações para serem enquadradas, que vão além da já conhecida venda de dados, quando uma empresa vende seu cadastro para outra com fim totalmente diferente do inicial. A LGPD vem no sentido de dar mais segurança tanto ao consumidor, que não terá seus dados divulgados, quanto à empresa, dificultando, por exemplo, que um funcionário mal-intencionado copie e passe para outros esses dados.

 A Lei ainda assegura o direito de indenização, quando o tratamento de dados resultar dano ao seu titular ou a terceiros, além de uma série de penalidades às empresas, que vão desde prazo para correção dos problemas até multa de 2% do seu faturamento, podendo chegar a R$ 50 milhões, dependendo do grau da infração. 

 Ou seja, para se proteger das penalidades e garantir o cumprimento da LGPD as empresas precisarão investir em uma nova política de compliance digital e em uma estrutura para gerenciar o bom uso dos dados de seus clientes.

 O primeiro passo para a adequação é fazer um diagnóstico de preparação para o LGPD , que significa verificar suas bases de dados e como eles estão sendo utilizados. Estima-se hoje que apenas 30% das empresas brasileiras, independentemente do porte, estejam adequadas às exigências da Lei. É preciso que profissionais das áreas da tecnologia e jurídica com as ferramentas corretas faça o assessment, verifique todas as bases de dados que possam conter dados pessoais, ache os gaps, identifique os possíveis problemas e os pontos em que a Lei não está sendo cumprida e só então montar um grupo ou um comitê para gerenciar as mudanças necessárias e para gerenciar eventos e crises envolvendo quebra de privacidade de seus clientes.

 Ou seja, é necessário fazer um mapeamento completo, processo por processo, para se ter as recomendações do que fazer e de como se adequar. Essas recomendações podem ser técnicas, como por exemplo, mudanças de processos, atualização das políticas de segurança da informação, ou até mesmo jurídicas, tais como reescrever os contratos com seus clientes.

 Há até quem pense que “até agosto dá tempo de resolver”, mas é importante destacar que esse mapeamento demanda tempo e dependendo da quantidade de não-conformidades encontradas, não haverá tempo hábil para se adequar à Lei, deixando a empresa exposta a um alto risco de penalidades.  

 

(*) Sócio fundador e CEO da auctus.ai.

 

Leia mais ...

Negócios digitais: uma nova arquitetura

Consciência contextual e tomada de decisão instantânea tendo como premissa uma nova arquitetura são fatores primordiais para o novo modelo de negócio digital

A exigência do mercado por tomada de decisões mais rápidas e eficazes tem criado um novo modelo de negócio digital capaz de oferecer novas maneiras das empresas interagirem entre si e com seus clientes - e chegar lá é crucial para aquelas que desejam sobreviver e prosperar. O que diferencia os novos negócios digitais e o tradicional modelo de e-business é a integração dos processos, conectados e inteligentes, com pessoas e sistemas. A nova relação entre estes três atores está confundindo os mundos físico e digital com uma convergência sem precedentes e mudando as formas tradicionais de fazer negócios.

 Para capitalizar sobre as novas oportunidades de negócio é necessário ir além dos modelos tradicionais de aplicação para uma arquitetura que forneça respostas instantâneas e que permita influenciar em uma transação em um curto espaço de tempo. Uma arquitetura centrada em big data em tempo real onde o primeiro ponto de acesso ao grande volume de dados é um barramento capaz de receber e identificar ações rapidamente, enquanto os dados estão ainda em movimento. Além disso, possibilitar a interação baseada em informações derivadas de análises avançadas, também em tempo real.

 Diversos segmentos da indústria têm mostrado um avanço, mesmo que modesto, na implementação desta nova arquitetura. Empresas que investem em equipamentos de capital de alto valor agregado como energia, manufatura, mineração e bens e serviços são bons exemplos, onde a instrumentação com sensores faz parte de uma rede que trabalha para fornecer algum resultado comercial. Consideremos uma turbina eólica com aproximadamente dois mil sensores diferentes recebendo dados macros (potência, velocidade do rotor, etc.), internos (temperatura dos fluídos, velocidade das engrenagens, etc.) e ambientais (velocidade do vento e direção, pressão do ar, temperatura, etc.). A captura dos dados imediata baseada nesta rede de sensores e a correlação dos eventos históricos devem ser capazes de prover insights para uma tomada de decisão ágil, evitando qualquer falha na turbina, bem como a melhoria da sua performance – caso contrário, pode gerar um efeito negativo no desempenho geral de toda a rede.

 Por meio das chamadas “tecnologias inteligentes”, incluindo processamento de eventos e dispositivos de IoT, tornou-se possível capturar, agregar e analisar dados históricos e em tempo real de qualquer variedade, volume e velocidade. Ou seja, consciência contextual e tomada de decisão instantânea tendo como premissa uma nova arquitetura são fatores primordiais para o novo modelo de negócio digital.

 

(*) Diretor de Pré-Vendas da TIBCO na América Latina

 

 

Leia mais ...

Diebold Nixdorf apresenta em evento soluções de self-service para o varejo

Experiência do consumidor e comércio conectado são destaques da empresa no maior evento do segmento no mundo, a NRF 2020

A Diebold Nixdorf, líder mundial em impulsionar e conectar o comércio para a indústria financeira e de varejo, apresenta o futuro da tecnologia para o comércio durante a NRF 2020, a National Retail Federation, maior evento do setor no mundo, que acontece entre os dias 12 e 14 de janeiro em Nova York, EUA. A Diebold Nixdorf apresentará a estratégia Storerevolutiontm, desenvolvida para possibilitar jornadas sem atrito para consumidores e funcionários em segmentos que vão desde supermercados e moda até lojas de conveniência e restaurantes fast food.

“A indústria varejista está em constante transformação e é crucial que as empresas ofereçam o melhor em tecnologia e experiência dos clientes para cada consumidor em todas as etapas da jornada de compra. A Diebold Nixdorf tem o compromisso de ser o principal parceiro estratégico para os varejistas, atendendo a estas demandas com a oferta de soluções integradas que impulsionem o comércio conectado e com capacidade para evoluir de acordo com as necessidades de nossos parceiros”, afirma Miriane Noronha, Líder de Negócios de Varejo da Diebold Nixdorf.

Como destaque, a Diebold Nixdorf apresenta o BEETLE A1150, ponto de vendas all-in-one que une tecnologia de ponta, segurança e estilo. Com modelo escalável e peças individuais, o BEETLE A1150 pode ser adaptado para atender as necessidades de diferentes comerciantes e conta com um sistema de vendas que protege investimentos já existentes e pode ser atualizado.

Durante a NRF 2020, visitantes também poderão conhecer diferentes soluções da Diebold Nixdorf para o varejo, como as linhas de self-checkout Easy eXpress e EASY SCO, adaptáveis a todos os perfis de comércio, e as soluções móveis da Diebold Nixdorf, que permitem que os funcionários utilizem dispositivos para acessar informações como preço e disponibilidade de produtos na loja, entre outras funções.

Em um clima competitivo e em rápida evolução, os varejistas precisam de tecnologias avançadas para agregar eficiência a cada ponto de conexão com os consumidores, oferecendo soluções digitalmente otimizadas que atendam variadas demandas e hábitos de compra. Com passagens rápidas se tornando cada vez mais comuns na rede varejista, por exemplo, evitar um processo extenso de checkout resulta em redução de custos de processos e satisfação de todos os perfis de compradores.

 

Leia mais ...

Logitech anuncia chegada do mouse G Pro Wireless ao mercado brasileiro

O periférico foi desenvolvido com jogadores profissionais e engenheiros capacitados para extrair o melhor da tecnologia sem fio

A Logitech G, marca especializada em games da Logitech, anuncia a chegada do mouse G PRO Wireless ao mercado brasileiro. De atletas para atletas, ele foi desenvolvido com a ajuda de jogadores profissionais que buscam os melhores recursos em um periférico e traz, além do sensor HERO 16k, a tecnologia exclusiva LIGHTSPEED para uma resposta rápida, eficaz e assertiva.

Com apenas 80g, o G PRO Wireless foi desenvolvido para ser incrivelmente leve e, ainda assim, muito resistente. Essa junção de força e leveza só foi possível graças à construção de uma parede de 1 mm e seu design único. Além disso, o periférico também é compatível com a tecnologia exclusiva Logitech G POWERPLAY, um mousepad que garante bateria infinita ao mouse ao carregá-lo por indução.

O G PRO Wireless é o resultado de um trabalho de 2 anos e a colaboração com mais de 50 profissionais de eSports do mundo, e traz a mais avançada tecnologia para ajudar o jogador a fazer a única coisa que realmente importa: vencer.

“Nós sempre acreditamos que a tecnologia wireless avançaria e com isso, poderíamos ver times profissionais jogando e ganhando com nossos periféricos sem fio”, diz Jairo Rozenblit, presidente da Logitech Brasil. “Temos jogadores profissionais usando este mouse em competições há meses!”, finaliza.

Graças ao sensor HERO 16K, é possível ter uma performance durante as partidas com até 16.000 DPI. O sensor é extremamente preciso sem a necessidade de aceleração, suavização ou filtragem em toda a faixa de DPI.

Além do sensor HERO 16K, o G PRO Wireless conta com a tecnologia LIGHTSPEED, exclusiva Logitech G. Com ela é possível se ver livre de qualquer lag e ter uma experiência de até 1ms. Essa conexão wireless tem uma resposta extremamente rápida e chega a superar os mouses com fio, tornando-se perfeita para competições. Além disso, caso queira evitar a perda do receptor, é possível guardá-lo em um compartimento dentro do próprio periférico.

Um dos recursos do mouse inclui a remoção dos botões laterais, que permite adaptá-lo tanto para destros, quanto canhotos. Também é possível configurar todos os botões e o LIGHTSYNC RGB através do G HUB, software exclusivo da Logitech G. Por fim, o botão de mudança do DPI foi estrategicamente posicionado embaixo do mouse, a fim de evitar mudanças acidentais durante a partida.

O novo G PRO Wireless já está disponível pelo valor de R$ 699,90.

 

Leia mais ...

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes