Menu

Home office fez crescer a necessidade de empresas por banda larga

Operadoras precisam aumentar a oferta de serviços para atender demanda por conexões via Rede Privada Virtual e por banda IP

 

O Brasil e o mundo passam por um momento de pandemia que exige algumas medidas extremas, como o máximo de isolamento social possível, para conter a curva epidêmica do vírus. Isso fez com que as empresas, que têm um enorme desafio de continuar produzindo, adotassem o trabalho remoto. Toda essa situação gera uma grande dependência por tecnologia, que inclui conexão estável e veloz com a Internet, acesso a arquivos, compartilhamento de informações e redirecionamento de ligações, entre outras. Em ofício publicado no último dia 15, a Anatel demandou, por sinal, que operadoras de telecomunicações adotem medidas para promover e ampliar o acesso a serviços como banda larga e telefonia móvel 3G e 4G diante da crise.

Para o CEO da Megatelecom - empresa que oferece serviços personalizados na área de telecomunicações - Carlos Eduardo Sedeh, as conexões via VPN (Rede Privada Virtual, em português), sistema que integra dispositivos remotos às redes corporativas de forma segura, aumentam com o home office e isso também fará crescer consideravelmente o consumo atual de banda IP de cada empresa.

"Desde que o movimento de proteger os colaboradores e optar por este tipo de trabalho começou, nosso tráfego total aumentou cerca de 40%. Além disso, todos os nossos CDNs (Content Delivery Network) e PNIs (Private Network Interconnect) estão operando na média com uma capacidade 60% maior, durante todo o dia", na comparação com as semanas anteriores, assinala o executivo.

Diante desse cenário, Sedeh explica que a empresa ofereceu gratuitamente um upgrade de link de Internet, para até o dobro da banda contratada, sem custo aos clientes para que pudessem manter suas operações remotamente. "Todo o processo é muito rápido e feito eletronicamente", destaca.

O CEO conta que, para atender uma outra grande necessidade do trabalho em casa, a empresa disponibilizou licenças de softphone - um software que permite fazer chamadas telefônicas pela Internet - para aqueles clientes que já contavam com serviços de PABX IP.

"A infraestrutura das operadoras será muito exigida nesse momento em que vivemos. As empresas que mais investiram nisso, agora, podem garantir esses serviços aos clientes e colaborar com a sociedade e com a manutenção de muitas atividades econômicas, além de garantir que a informação seja amplamente acessada e compartilhada", completa Carlos Eduardo Sedeh.

Leia mais ...

Embratel fornece solução Conecta Home Office para trabalho remoto

Plataforma reúne mobilidade, banda larga, segurança, comunicações unificadas e outras ferramentas de colaboração para empresas em planos de contingência devido ao Covid-19 

 

A Embratel disponibiliza a solução Conecta Home Office para empresas de todos os tamanhos e segmentos que estejam atuando com planos de contingência para mitigar riscos de contaminação por Covid-19 em suas operações. Com um portfólio variado de soluções para o mercado corporativo, a operadora está, segundo ela, apta a implementá-las de forma rápida em clientes que precisam de migrações urgentes. 

“A Embratel investe em soluções digitais constantemente e, por isso, está disponibilizando o Conecta Home Office para atender momentos de urgência como o atual, migrando a infraestrutura do cliente para o digital e permitindo que os colaboradores continuem trabalhando normalmente, de forma remota”, afirma Marcello Miguel, diretor executivo de Marketing e Negócios da Embratel. 

A solução une em uma única oferta as tecnologias de mobilidade, bandas largas fixa e móvel, segurança cibernética, comunicações unificadas e Office 365 (com Onedrive e Teams), da Embratel, permitindo que os colaboradores das empresas tenham acesso total a dados essenciais para as operações. 

A plataforma também possibilita os times se conectem a partir de qualquer dispositivo e local para reuniões remotas, com funções de telepresença. Por meio das comunicações unificadas, é possível ter acesso a PABX virtual, ramal virtual, videochamada, colaboração, mensageria, compartilhamento de arquivos, chat corporativo, sala de reuniões virtuais e soluções inteligentes de atendimento a clientes. A oferta inclui também a possibilidade de contratar equipamentos (HaaS) e Antivírus. 

“Nesse momento, é necessário migrar as tecnologias tradicionais para plataformas digitais. Ao adotar ferramentas digitais, com segurança e suporte comprovados, como o Conecta Home Office, as empresas conseguem manter suas operações em andamento sem afetar os negócios”, diz Marcello Miguel. 

Internamente, a Embratel está acompanhando os desdobramentos da pandemia e está tomando diversas medidas para mitigar os riscos para as equipes. Todas as orientações do Ministério da Saúde brasileiro em relação ao assunto estão sendo seguidas. Os colaboradores são orientados diariamente sobre ações de prevenção.

Leia mais ...

HPE divulga portfólio as-a-Service 5 G

As ofertas do HPE GreenLake as-a-Service utilizam as tecnologias nativas da nuvem da Aruba e da HPE para empresas de telecomunicações

 

A Hewlett Packard Enterprise (HPE) anunciou hoje um novo portfólio de ofertas as-a-Service para ajudar as empresas de telecomunicações a construirem e implantarem redes 5G abertas. O portfólio acelerará o caminho das empresas de telecomunicações para o crescimento da receita com 5G e permitirá que implantem rapidamente serviços 5G e, assim, ofereçam experiências dinâmicas, personalizadas e em tempo real  para funcionários, clientes e outros públicos. A estratégia aberta e o comprometimento da HPE com o mercado 5G estão alinhados aos interesses da administração e da Comissão Federal de Comunicações, que estão incentivando as empresas americanas a demonstrar liderança na inovação 5G.

 A estratégia de plataforma como serviço de ponta na nuvem da HPE está posicionada de forma única para ajudar as empresas de telecomunicações com a oportunidade 5G, alavancando uma pilha de software nativa da nuvem para o core 5G, núcleo de telecomunicações otimizado, orquestração e projetos de infraestrutura de borda e Wi-Fi 6 serviços habilitados. Construído em plataformas abertas e interoperáveis, combinadas com infraestrutura de classe de operadora e componentes de software modulares, o portfólio de ofertas permite que as empresas de telecomunicações incorporem mais automação, tornem-se mais ágeis e implantem novos serviços 5G mais rapidamente no núcleo de telecomunicações, na borda da telecomunicações e na empresa.

 No core da empresa de telecomunicações, um novo HPE 5G Core Stack com a plataforma HPE de orquestração. Essa pilha de software aberta, nativa na nuvem e baseada em contêiner juntamente e o orquestrador fornecem aos clientes de telecomunicações os principais recursos de rede e a automação necessários para fornecer rapidamente novos serviços 5G aos assinantes e clientes corporativos.

 Na ponta das telecomunicações, a HPE continua a inovar com a plataforma de uso geral mais densa e robusta, permitindo a Virtual Radio Access Network (vRAN) e a Multi-access Edge Computing (MEC). Essas ofertas criadas especificamente para a HPE fornecem às empresas de telecomunicações um ambiente de serviço de TI na ponta da rede celular.

 Infraestrutura entregue como as-a-Service com o HPE GreenLake – disponível por meio de serviços de gerenciamento e modelo elástico, essas ofertas oferecem às empresas de telecomunicações uma rampa rápida e atraente para implantar serviços 5G, permitindo que elas reduzam investimentos iniciais de capital e o risco, utilizando hardware e software especializados e comprovados para telecomunicações e empresas de ponta.

 Para Phil Mottram, vice-presidente e gerente geral da Unidade de Negócios CMS da HPE, a abertura é essencial à natureza evolutiva do 5G e, além disso, com o HPE 5G Core Stack, é possível reduzir custos operacionais, implantar recursos mais rapidamente e manter-se aberto a várias redes e tecnologias, evitando ficar preso a uma abordagem de fornecedor único. “A HPE possui um dos mais amplos portfólios 5G do mercado e está posicionada de forma exclusiva para ajudar as empresas de telecomunicações a construir um núcleo 5G aberto de vários fornecedores, otimizar a borda com vRAN e fornecer conectividade e novos serviços de computação para a empresa usando MEC e Wi-Fi 6”, diz o executivo.

 O 5G promete revolucionar o cenário tecnológico, mas a jornada para o 5G difundido está em seus estágios iniciais. Para obter os benefícios e o poder do 5G, é necessário combinar um núcleo 5G autônomo com as redes de acesso de rádio 5G nascentes. As redes da geração anterior geralmente dependiam de sistemas proprietários verticalmente integrados de um único fornecedor, mas o 5G oferece a oportunidade de mudar para plataformas abertas nativas da nuvem que utilizam servidores comerciais prontos para uso juntamente com componentes de software modulares de diferentes fornecedores, permitindo que as empresas de telecomunicações monetizem novos serviços 5G inovadores mais rapidamente.

 Na ponta da rede de telecomunicações, a infraestrutura de rede herdada na RAN também usa tecnologia de rede proprietária, que resulta em altos custos operacionais e agilidade limitada. Além disso, as frequências mais altas do 5G têm problemas para penetrar nos edifícios, portanto as empresas de telecomunicações precisarão utilizar redes RAN 5G e Wi-Fi 6 em locais fechados, a fim de fornecer serviços ininterruptos a seus clientes, quando eles entrarem em shopping centers, campi e edifícios de escritórios.

 O portfólio 5G aberto da HPE oferece a solução para esses desafios 5G no core, no acesso e indoor núcleo bem como a plataforma de orquestração que permite o “network slicing” automático prometem liberar o potencial do 5G, permitindo uma série de novas aplicações em diversos setores, incluindo automotivo, educacional, serviços financeiros, governo, manufatura e serviços públicos.

 Essas tecnologias prontas para 5G, de ponta a nuvem, estão disponíveis mediante assinatura ou pré-pagamento via HPE GreenLake para ajudar a acelerar o lançamento da infraestrutura 5G sem gastos iniciais de capital e para gerenciar a incerteza de tempo e o dimensionamento de implantações 5G. Com o HPE GreenLake, as empresas de telecomunicações podem crescer e expandir sua rede, à medida que novos usuários ficarem on-line e pagarem mensalmente com base na utilização medida. Por meio do HPE GreenLake, a infraestrutura 5G pode ser operada em nome do cliente, a fim de liberar recursos para se concentrar na inovação na ponta da rede e da empresa.

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes