Menu

MEI Fácil e Visa são parceiras no projeto Cidade do Futuro

MEI Fácil e Visa são parceiras no projeto Cidade do Futuro

O objetivo é estimular o uso de meios de pagamentos eletrônicos por micro e pequenos empreendedores 

 A MEI Fácil formalizou uma parceria com a Visa, no âmbito do projeto Cidades do Futuro, que, em 2019, expandiu-se para 200 municípios, com a proposta de incentivar pagamento eletrônicos em localidades em que o dinheiro em papel ainda predomina.

As duas empresas vão apoiar estabelecimentos comerciais locais ao oferecer soluções financeiras para micro e pequenos negócios.

A MEI Fácil entra no programa por meio de seu app, oferecendo solução das maquininhas de cartões aliado ao processo educacional de profissionalização do micro e pequeno negócio.

Fundada em 2017, a empresa atende mais de 500 mil clientes e oferece auxílio em processos como a obtenção de CNPJ, notas fiscais, além de serviços financeiros simplificados e de baixo custo por meio de seu aplicativo.

O trabalho idealizado pela Visa tem como finalidade maior, além de proporcionar maior profissionalização, trazer educação financeira aos empreendedores e mostrar como eles podem alavancar seus empreendimentos com segurança, eficiência e conveniência.

A meta dessa parceria é atingir milhares de microempreendedores nos próximos seis meses de programa.

Entre as cidades-alvo inclusas no projeto, estão Palmas (TO), Belém, (PA), Pelotas (RS), Foz do Iguaçu (PR), Maringá (PR), Campo Grande (MS), Campina Grande (PB), Mossoró (RN), Feira de Santana (BA) e Vitória da Conquista (BA).

“Entendemos que, para realizar uma verdadeira transformação nessas regiões, precisamos gerar engajamento e investir em parcerias e em educação financeira. Esse é o cerne do Cidades do Futuro e essa união com MEI Fácil vem para levar conhecimento e soluções para um público estratégico nessa mudança: os micros e pequenos empreendedores”, conta Eduardo Barreto, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Visa do Brasil.

“Muitos desses comerciantes sequer têm acesso aos serviços disponibilizados por uma instituição financeira, e quando tem muitas vezes não entendem o benefício do serviço. Esse processo de inclusão é muito importante para aumentar a competitividade dos negócios e impulsionar a própria economia da cidade, sendo nossa missão como startup agir como catalisador nesse processo”, afirma Rodrigo Salem, sócio-fundador da MEI Fácil.

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes