Menu

Entrevista: Agostinho Rocha, da Unisys

Entrevista: Agostinho Rocha, da Unisys

Presente no Brasil há muitas décadas, a Unisys tirou proveito da expertise angariada no mundo mainframe para desenhar soluções robustas, aptas a suportar as mais diversificadas aplicações de missão crítica. Ao longo do tempo, a múlti buscou reforçar a padronização de suas ofertas, tendo também conquistado numerosos selos globais de qualidade. Seu vice-presidente para a América Latina, Agostinho Rocha, detalha, nesta entrevista concedida a Guilherme Berriel, editor-chefe do portal da EF, o histórico de atuação da empresa e as principais iniciativas que hoje vêm sendo empreendidas por ela.

 

Trecho 1

Agostinho Rocha faz um breve apanhado da atuação da Unisys no Brasil nos transcurso das décadas. Assim, por exemplo, a múlti foi responsável por trazer o primeiro computador ao País. Nos anos 80, buscou fugir dos modelos proprietários na informática, dando início ao processo de padronização, postura que mantém até o presente.

O ambiente mainframe, diz o entrevistado, segue sendo importante para a fornecedora. O que ela fez foi transformar a plataforma alta em uma plataforma convergente de software baseada na tecnologia x86. Com isso, os ambientes Windows e Linux desfrutam dos mesmos atributos de segurança e robustez para rodar aplicações sensíveis.

O entendimento é de que missão crítica deixou de se restringir ao “back-office”, como indicam fenômenos como a rede social, o e-mail e a conexão rápida com os clientes. A provedora tem procurado transformar os processos de modo a integrar o “back-office” às aplicações dos usuários nas pontas, criando uma dinâmica diferente e necessária para atender os negócios.

Trecho 2

O executivo fala das receitas da Unisys de acordo com as verticais da economia por ela atendidas. Cerca de 43% do bolo provém do setor público, com 35% sendo oriundo da indústria financeira, vindo o restante dos segmentos de varejo, transportes e telecom.

Um dos focos de investimentos da empresa atualmente é a área de segurança, na medida em que o momento é de melhorar a efetividade dos custos nos processos de atendimento bancário. Se houver uma conexão segura entre o agente financeiro e o “data center”, via Internet, podem ser obtidos serviços mais rápidos e uma série de eficiências de custo.

A Unisys, conta o entrevistado, também aposta na transformação de processos e dos negócios dos clientes. A maior agilidade é conquistada tanto na parte lógica como na parte específica dos serviços necessários para suportar as aplicações dos usuários finais.

De resto, a multinacional continua inovando na tecnologia de servidores, de sorte a comportar mais serviços, ofertando maior disponibilidade em cima de uma infraestrutura robusta. Ela aproveita hoje o “know-how” adquirido na época dos mainframes, aplicando-o em áreas como a de virtualização de servidores, apoiando, por exemplo, o conceito de particionamento dinâmico.

Trecho 3

Rocha comenta os resultados da empresa em 2014. Apesar das dificuldades na economia, a Unisys cresceu 16% na América Latina, com destaque para o Brasil, que responde por cerca de 60% das receitas no continente. A multinacional empreendeu projetos de monta, como a entrega dos centros de comandos e controle para a Copa do Mundo no ano passado, tendo fornecido toda a infraestrutura de servidores e de redes, além da integração dos softwares de segurança.

Paralelamente, foram desenvolvidas iniciativas de modernização na área de meios de pagamento, além de provas de conceitos para segurança nas transações financeiras e o provimento de soluções para aprimorar o atendimento aos clientes.

Trecho 4

O vice-presidente informa o faturamento da organização, que foi de US$ 3,4 bilhões no mundo, ficando a América Latina responsável por 13% deste bolo. A subsidiária brasileira conta hoje com dois mil funcionários, mantendo escritórios em 15 Estados no País. No globo, há mais de 20 mil colaboradores.

Trecho 5

O entrevistado fala da cultura de serviços da Unisys. Ela detém certificações internacionais aplicadas a todos os serviços comercializados globalmente, tais como o CMMi, as normas ISO, etc. A governança e a qualidade na oferta tornaram-se uma marca, tirando proveito da expertise adquirida na manutenção de operações de missão crítica.

Trecho 6

Rocha descreve a estrutura de atendimento da múlti, destacando a qualidade de seu time de profissionais, ativo indispensável para se atingir a meta de crescimento traçada. Ele fala também do processo de recrutamento, com o reforço da área interna de RH e o recurso a “head hunters”. O vice esmiúça o organograma da corporação, descrevendo suas estruturas de direção na América Latina e no Brasil, apontando os nomes dos responsáveis por cada setor.

Trecho 7

O executivo fala da atuação da Unisys na gestão dos canais dos bancos, com suporte à multicanalidade, oferta que está sendo reforçada em 2015. Outro destaque são as soluções para o “core” bancário, tais como as de crédito imobiliário, depósitos, empréstimos, etc. Além das vendas diretas, o acesso a estes softwares também pode ser obtido via nuvem.

Agostinho Rocha detalha a participação da empresa no mercado de “cloud”. Uma das iniciativas levadas a acabo é a venda de ferramentas de segurança para a Amazon nos EUA, abrindo espaço para que o governo americano colocasse aplicações na nuvem. No Brasil, a intenção é oferecer soluções de segurança para provedores de “data center’”, facilitando a migração para “cloud”.

Trecho 8

Diante do cenário de crise, as organizações terão de otimizar os seus recursos. Abrem-se oportunidades, frisa o entrevistado, para os serviços terceirizados prestados com qualidade. Com base nisto, a empresa espera crescer dois dígitos em 2015, repetindo a performance do ano passado, em que pesem as dificuldades conjunturais.

Trecho 9

O vice-presidente relata as principais demandas dos bancos que vêm sendo atendidas pela Unisys. Ele menciona, por exemplo, a entrega de soluções para o segmento de meios de pagamentos, com a venda de scanners para captura de documentos. A empresa também forneceu infraestrutura para modernização de agências, além da gestão de serviços de correspondentes bancários e de empreitadas na área de consolidação/virtualização de servidores.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes