Menu

Linkedln atinge a marca de 500 milhões de usuários em 200 países

Linkedln atinge a marca de 500 milhões de usuários em 200 países

Esse número se traduz em mais de 10 milhões de vagas anunciadas, acesso a informações de mais de 9 milhões de empresas e mais de 100 mil artigos escritos toda semana

O LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, chegou hoje à importante marca de 500 milhões de usuários nos 200 países em que está presente.

 Esse número se traduz em mais de 10 milhões de vagas anunciadas, acesso a informações de mais de 9 milhões de empresas e mais de 100 mil artigos escritos toda semana por usuários que mantêm a rede informada sobre os diferentes assuntos que impactam suas vidas profissionais. 

 Aproveite a sua rede de conexões

 Cada uma das conexões de um usuário dentro do LinkedIn representa uma força muito grande na vida profissional. Em média, cada nova conexão:

 Representa 400 novas pessoas para as quais o usuário pode ser apresentado e começar uma nova relação profissional;

  • Engloba 100 novas empresas que podem estar à procura de habilidades e conhecimentos do usuário;
  • Representa a possibilidade de se candidatar a mais de 500 novas vagas.

 

Mantenha seu perfil sempre atualizado

 Para tirar o melhor proveito de tudo o que o LinkedIn oferece ao longo do seu desenvolvimento profissional, é muito importante que você:

 Tenha uma foto atualizada. Perfis com foto possuem 21 vezes mais visualizações;

  • Escreva um resumo com palavras-chave sobre sua carreira. Esse é o primeiro campo que os recrutadores leem em um perfil;
  • Detalhe experiências profissionais anteriores. Esses dados geram 12 vezes mais visualizações de perfil;
  • Customize a URL do seu perfil para que ele apareça logo no início das buscas no Google;
  • Publique artigos. Além de mostrar seu ponto de vista profissional sobre um assunto específico, o engajamento com conteúdo é 7 vezes maior do que com vagas.

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes