Menu

Serasa: tentativas de fraude têm a maior incidência em três anos

Serasa: tentativas de fraude têm a maior incidência em três anos

Brasil tem um registro a cada 16 segundos, com total de 1,964 milhão de eventos no ano passado, alta de 8,2% frente a 2016. Aquecimento no mercado de crédito pode explicar aumento no volume de golpes.

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude, o Brasil encerrou 2017 com 1,964 milhão de tentativas, representando alta de 8,2% em relação a 2016 e o maior resultado desde 2015. Isso significa uma tentativa de fraude a cada 16 segundos. Em dezembro de 2017 (150.482 mil tentativas), na comparação com novembro do mesmo ano (156.469), o índice teve queda de 3,8%. A relação com dezembro de 2016 (159.277) também caiu 5,5%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, com o mercado de crédito mais aquecido, é possível que os golpistas estejam mais incentivados a aplicar fraudes, já que momentos de maior fluxo de pessoas podem ser considerados mais propícios pelos fraudadores.

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito em 2017 cresceu 4,9%, tendo seu melhor resultado dos últimos seis anos e o quarto melhor de toda a série histórica iniciada em 2008.

O segmento mais afetado em 2017 foi o de telefonia, sendo responsável por 36,5% do total, com 716.869 tentativas. Neste tipo de golpe, dados de consumidores são utilizados por criminosos para abertura de contas de celulares ou compra de aparelhos, por exemplo.     

Caso a fraude no segmento de telefonia seja bem sucedida, funciona como uma “porta de entrada” para os fraudadores aplicarem golpes de maior valor em outros setores da economia. Os golpistas costumam comprar telefones para ganharem um comprovante de residência e, assim, abrir contas em bancos para pegar talões de cheque, pedir cartões de crédito e fazer empréstimos bancários em nome de outras pessoas.

O setor de Serviços vem na sequência no ranking de segmentos com mais tentativas de fraude identificadas no ano passado (628.249), representando 32,0% do total. Em terceiro lugar estão os bancos e financeiras com 23,6% de participação e 462.777 tentativas. O quarto setor mais afetado pelas tentativas foi o Varejo, com 125.254 tentativas e participação de 6,4%. Os demais segmentos representaram 1,5% do total. 

Principais tentativas de golpe apontadas pelo indicador: 

o Compra de celulares com documentos falsos ou roubados;  

o Emissão de cartões de crédito: o golpista solicita um cartão de crédito usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima e o prejuízo para o emissor do cartão; 

o Financiamento de eletrônicos (Varejo): o golpista compra um bem eletrônico (TV, aparelho de som, celular etc.) usando uma identificação falsa ou roubada;  

o Abertura de conta: golpista abre conta em um banco usando uma identificação falsa ou roubada. Neste caso, toda a “cadeia” de produtos oferecidos (cartões, cheques, empréstimos pré-aprovados) potencializa possível prejuízo às vítimas, aos bancos e ao comércio; 

o Compra de automóveis: golpista compra o automóvel usando uma identificação falsa ou roubada; 

o Abertura de empresas: dados roubados também podem ser usados na abertura de empresas, que serviriam de fachada para a aplicação de golpes no mercado. 

Metodologia do Indicador Serasa Experian

O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor é resultado do cruzamento de dois conjuntos de informações das bases de dados da Serasa Experian: 1) total de consultas de CPFs efetuado mensalmente na Serasa Experian; 2) estimativa do risco de fraude, obtida através da aplicação dos modelos probabilísticos de detecção de fraudes desenvolvidos pela Serasa Experian, baseados em dados brasileiros e tecnologia Experian global já consolidada em outros países. O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes – Consumidor é constituído pela multiplicação da quantidade de CPFs consultados (item 1) pela probabilidade de fraude (item 2). 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes