Menu

Brasilprev incrementa portfólio e foca em soluções digitais

Paulo Valle, presidente da Brasilprev Paulo Valle, presidente da Brasilprev

Até outubro, companhia registrou R$ 231 bilhões em ativos sob gestão, garantindo 30,1% de market share

Em um cenário de queda na taxa de juros, a Brasilprev Seguros e Previdência S.A. reafirma sua liderança e relevância no mercado de previdência complementar aberta, conforme atestam os números da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi) e da consultoria Quantum Axis.

Segundo dados da FenaPrevi, a Brasilprev encerrou o mês de outubro de 2017 com R$ 231 bilhões em ativos sob gestão, o que representa 30,1% de market share. Já em arrecadação total no mesmo período, também segundo dados da entidade, a companhia somou R$ 34 bilhões, uma participação de 34,8% na indústria. Em captação líquida o resultado até novembro foi de R$ 16 bilhões, uma fatia de 33,4% do setor.

“Para o nosso mercado, três questões foram bem relevantes em 2017. A primeira foi a maior conscientização da população com relação à necessidade de poupança para o longo prazo, intensificada pelas discussões em torno da reforma da previdência. A segunda foi a queda histórica da taxa de juros, que desde janeiro teve cortes que somaram seis pontos percentuais. Por fim, um ambiente com consumidores cada vez mais inseridos no ambiente digital, demandando experiências diferenciadas”, comenta Paulo Valle, presidente da empresa.

Em relação às discussões da Reforma da Previdência, a Brasilprev mostrou-se atenta e intensificou suas ações de formação da cultura previdenciária, especialmente por meio do universo digital.

Além de 40 vídeos no YouTube (que, somados, ultrapassaram 650 mil visualizações), o tema educação financeira é recorrentemente tratado nas redes sociais da companhia. Em 2017, foram 206 posts no Instagram e 29 no Facebook com dicas e informações sobre o tema. Outra entrega de igual relevância, só que no universo off-line, é a ação Projetos de Vida na Ponta do Lápis, iniciativa reconhecida com o Selo ENEF que já levou palestras para mais de 75 mil pessoas.

Para responder à queda na taxa Selic, Valle destaca que a companhia lançou, em setembro, fundos de renda fixa de longo prazo e multimercados com estratégias diferenciadas. Entre elas, a opção de investimentos no exterior, iniciativa pioneira no mercado de previdência privada.

Os produtos tiveram boa receptividade entre os clientes: em apenas dois meses, mais de R$ 3 bilhões foram incorporados ao patrimônio da empresa. “Por meio dessas novas opções de produtos, os participantes podem acessar as melhores oportunidades, tanto no mercado local quanto no estrangeiro, o que representa uma expansão significativa para alocação de recursos. O olhar permanece para ganhos em períodos maiores, mas sem perder as oportunidades de curto prazo”, observa o executivo.

Empresa lança soluções digitais

Para atender as novas demandas dos consumidores, a Brasilprev realiza lançamentos que reforçam o olhar da companhia para o ambiente digital. O primeiro é um novo simulador disponível para clientes, uma ferramenta rápida e intuitiva que simula a reserva projetada e os auxilia a adequarem o plano de acordo com o objetivo desejado.

Outra novidade é o APP Brasilprev, com lançamento previsto ainda este ano, que tem foco em projetos de vida e permitirá consulta ao saldo e extrato do plano. Em 2018, será possível também simular, contratar, resgatar e efetuar outros serviços por meio deste canal.

O terceiro lançamento é a SIL, consultora digital que trará a experiência de interação e orientação durante todo o período de relacionamento – da contratação à utilização dos recursos – seja pelo celular, tablet ou mesmo desktop. “Essas novidades são algumas das respostas da Brasilprev a este novo mundo. Em 2018, permaneceremos com nosso foco na atuação digital, com conteúdo, consultoria especializada e serviços”, conclui o presidente.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes