Menu

Dynatrace é reconhecida como líder em APM por relatório do Gartner

Dynatrace é reconhecida como líder em APM por relatório do Gartner

Empresa é a campeã em participação no mercado mundial de Application Performance Monitoring e tem crescimento superior ao do setor

Pelo quarto ano consecutivo, a Dynatrace, empresa focada em soluções de Gerenciamento de Performance Digital, comemora o título global de nº 1 no segmento de Application Performance Monitoring (APM) concedido pelo Gartner, no relatório “Análise de Participação de Mercado: Monitoramento de Performance Mundial em 2015”. De acordo com o Gartner, o mercado de APM cresceu 10,6% em 2015, chegando a US$ 2,7 bilhões.  Com receita de US$ 376,6 milhões em 2015 – um incremento de quase 50 milhões se comparado a 2014 –, a Dynatrace tem 13,9% de participação no setor e supera em faturamento seus dois maiores concorrentes em US$ 150 milhões e US$ 177,7 milhões.

À medida que as companhias direcionam-se à transformação digital e são cada vez mais impulsionadas pelo armazenamento em Nuvem, a demanda pela plataforma digital de gestão de performance da Dynatrace cresce. Esse aumento supera o crescimento do setor, que é de 8%. “As empresas estão focadas na entrega de experiências positivas do cliente. Para ganhar competitividade no cenário atual, as organizações devem assegurar que suas performances digitais sejam de alto nível, incluindo as navegações via web e por dispositivos móveis. Acreditamos que nosso reconhecimento como Nº 1 no ranking do Gartner de participação no mercado de APM reflete a confiança que nosso público deposita na nossa plataforma. Nosso foco e compromisso contínuo para antecipar as necessidades de nossos clientes e entregar soluções e serviços inovadores resultou nesse crescimento constante e na liderança de mercado ano após ano”, afirma John Van Siclen, CEO da Dynatrace.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes