Menu

Internet das Coisas impactará a economia global em US$ 1 trilhão

Internet das Coisas impactará a economia global em US$ 1 trilhão

Estudo da Progress e Frost & Sullivan mostra também que apenas 7% das empresas da América Latina estão usando a IoT

 

A Progress anunciou nesta quarta-feira, 31, as conclusões de uma ampla pesquisa sobre a situação da transformação digital na região da América Latina e Caribe (CALA), conduzida pela Frost & Sullivan. A pesquisa apresenta um estudo sobre as principais tecnologias disruptivas e faz recomendações sobre como escolher a melhor estratégia para a digitalização.

Segundo o relatório, a transformação digital se tornou um elemento crítico no mundo corporativo, que já atinge a maioria dos setores e deve transformar ainda mais a face da economia global durante a próxima década. Esta tendência avançou pela rápida ascensão das análises de Big Data e da computação em nuvem e pelo recente surgimento da Internet das Coisas (IoT).

Na América Latina, por exemplo, apenas 8% das empresas dizem que não migraram pelo menos uma aplicação para a nuvem, segundo uma pesquisa de 2015 com 507 executivos conduzida pela Frost & Sullivan. Paralelamente, o avanço da análise de Big Data e o  fluxo exponencial de dados pelas aplicações empresariais estão produzindo volumes de dados nunca antes vistos e processados. A Frost & Sullivan estima que 90% dos dados existentes hoje no mundo foram gerados nos dois últimos anos e a expectativa é de que, no futuro, 90% dos dados globais serão criados em um espaço de meses ou até mesmo de dias.

Em suas várias manifestações, a transformação digital está abrindo novas oportunidades de mercado - só o impacto da Internet das Coisas (IoT) na economia global deve ultrapassar US $ 1 trilhão em receitas e contenções de custo. Ao mesmo tempo, segundo a Frost & Sullivan, apenas 7% das empresas latino-americanas estão usando a IoT, enquanto 44% dizem que ainda estão "observando e aprendendo".

"Hoje, a confluência dessas novas tecnologias tem inegavelmente mudado muitos negócios e mercados. Seu impacto é mais visível quando analisamos os motivos por trás do sucesso das empresas disruptivas de hoje que nasceram digitais e cujos negócios se baseiam inteiramente nas tecnologias e aplicações de nuvem. E os efeitos desta nova realidade digital não pouparam nenhum setor ou empresa, incluindo aquelas tradicionais que já estão sendo afetadas pela digitalização e pelos novos modelos comportamentais da geração Y, nascida na era digital. Esses novos clientes esperam um novo tipo de serviço e de experiência, na qual interações rápidas, dinâmicas e personalizadas com eles são a regra, e não a exceção", disse Matthew Gharegozlou, Vice-Presidente da Progress para a América Latina e  Caribe.

As recomendações para o sucesso nessa área focaram tanto no ambiente  interno como no externo da companhia - indo desde a instituição de um verdadeiro ambiente transformacional, investindo e desenvolvendo os talentos certos, até a escolha do melhor parceiro com expertise global e local para juntos desenvolverem a estratégia e o roteiro certos de transformação digital.

Embora a digitalização não dependa exclusivamente da tecnologia, a TI ainda é uma parte importante da estratégia. O sucesso nesta área não depende de se concentrar em oferecer soluções para problemas específicos, mas de integrar os vários aspectos das tecnologias digitais em uma única estratégia coerente de transformação dos negócios.

Para mais informações e para baixar o relatório técnico completo da Frost & Sullivan em português, clique aqui.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes